Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

LOA: Geraldo quer reverter prejuízo dos municípios

13 agosto 2009 - 16h27

Um corte de investimentos determinado pelo governo federal surpreendeu os congressistas e deixou frustrados os prefeitos dos municípios sul-mato-grossenses. Em dois decretos presidenciais publicados no Diário Oficial da União, desta quarta-feira, o presidente Lula determinou o cancelamento de emendas de bancada aprovadas no Congresso para o orçamento deste ano. No total foram cancelados R$ 2 bilhões em emendas. Só em Mato Grosso do Sul, os cortes chegam a R$ 194,2 milhões.
A Lei Orçamentária Anual aprovada para 2009 previa para Mato Grosso do Sul, investimento de R$ 407 milhões, porém um decreto presidencial de maio de 2009, já havia cortado R$ 55 milhões (R$ 35 milhões do município de Campo Grande e outros R$ 20 milhões previstos para o município de Aquidauana). Depois do corte restaram R$ 302 milhões.
Desse total, R$ 50 milhões estavam destinadas ao município de Dourados, sendo R$ 20 milhões referentes à emenda de infraestrutura social priorizada pelo deputado Geraldo Resende e 30 milhões referentes à emenda de infraestrutura social priorizada pelo Senador Delcídio do Amaral.
Os decretos publicados ontem cancelaram mais R$ 194.279.000,00 de investimentos federais em MS. Os cortes retiraram R$ 14,8 milhões dos recursos destinados a obras de infraestrutura em Dourados.
Nesta quinta-feira (13), o deputado Geraldo Resende criticou a decisão do governo de cortar os investimentos. “Isso é um banho de água fria na expectativa dos administradores municipais, que precisam garantir mais desenvolvimento para os nossos municípios”, diz Geraldo.
“Quando os investimentos chegam às nossas cidades, além dos benefícios garantidos à população pela obra em si, há também um enorme movimento na economia e na geração de empregos, aspectos muito importantes, que refletem na melhoria de vida das pessoas”, argumenta o deputado.
Geraldo disse também que está conversando com os líderes do partido, com o governador André Puccinelli e com os prefeitos do nosso Estado. “Vamos refletir sobre essa decisão do governo e nos preparar para voltar a Brasília e defender os interesses da nossa gente e do nosso Estado. É nosso compromisso tentar reverter esse prejuízo”, finalizou Geraldo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Fundesporte e Federação assinam repasse de R$ 820,9 mil para o Estadual 2021
Golpistas pedem dados de idosa para simular empréstimo e 'limpam' a conta dela
VACINA
Ministério assina acordo para comprar 20 milhões de doses da Covaxin
CAMPO GRANDE
Idoso fica em porta-malas por mais de meia hora durante roubo de carro
ECONOMIA
Nova linha de crédito imobiliário da Caixa tem juros atrelados à poupança
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro é multado em R$ 19 mil por desmatamento de bioma protegido
PROTESTO
Servidores públicos realizam ação contra a PEC Emergencial em Dourados
DESCAMINHO
PRF apreende mais uma grande carga de roupas sem documentação fiscal
JUDICIÁRIO
Gilberto Kassab é denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro
TRÁFICO
Empresa paraguaia enviava cocaína à Europa dentro de contêineres

Mais Lidas

REGIÃO
Homem é preso após estuprar menina de 11 anos
POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS
Câmara aprova projeto do Executivo para elevar remuneração de secretários municipais
BELEZA
Representante de Dourados está na final do Miss Brasil Teen