quinta, 25 de abril de 2024
Dourados
22ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Líder do MST é assassinado em Alagoas

08 setembro 2003 - 16h55

O líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) Luciano Alves da Silva, 28, foi assassinado ontem à noite com três tiros no peito e um na cabeça, em Craíbas (AL).Conhecido como Grilo, ele havia sido indiciado na semana passada por liderar saques e bloqueios de estrada na região de Arapiraca (122 km de Maceió). Segundo a polícia local, ainda não há pistas dos assassinos nem sequer suspeitas sobre o que teria motivado o crime.De acordo com a Delegacia Regional de Arapiraca, Alves da Silva foi morto ontem por volta das 22h, quando retornava a pé de Arapiraca para o assentamento Rendeira, em Girau do Ponciano. O crime ocorreu no meio do trajeto, em Craíbas, numa estrada vicinal de terra. "Ele morreu num local totalmente desabitado e sem iluminação", disse o delegado regional Cícero Torres.Segundo a polícia, o assentado José Soares dos Santos, o Borja, que estava com Alves da Silva no momento do assassinato, disse que os assassinos estavam de capacete em uma moto. "Ele [Borja] disse que os assassinos atiraram apenas em seu companheiro [Alves da Silva]. Dá a impressão de ter sido um crime encomendado, mas ainda é muito cedo para apontarmos suspeitos ou o que motivou os tiros", afirmou o delegado regional.De acordo com a superintendência do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em Alagoas, Alves da Silva presidia a associação do assentamento Rendeira, o maior do Estado, com cerca de 300 famílias, na cidade vizinha de Girau do Ponciano.A região tem sido palco de inúmeros conflitos nos últimos meses, com barricadas, saques e invasões. Há três semanas, um sem-terra foi ferido a bala por um policial durante um bloqueio de estrada.O superintendente regional do órgão, Mário Agra Júnior, viaja amanhã à região de Arapiraca. A Ouvidoria Agrária Nacional informou hoje que está atenta ao caso, colhendo informações por meio da seção alagoana do Incra e da Polícia Militar. Em princípio, nenhum ouvidor irá ao Estado.De janeiro a agosto deste ano, segundo a ouvidoria, ocorreram 20 crimes em conflitos fundiários no país. Somam-se a eles as mortes de dois sem-terra ocorridas na semana passada no interior do Paraná.Em 2002, foram 20 mortes, contra 14, em 2001, e 10, em 2000. Os casos do PR e de AL somente serão computados nas estatísticas da ouvidoria caso os respectivos inquéritos policiais apontem a luta pela terra como a motivação do assassinatos.Segundo a ouvidora agrária substituta, Maria de Oliveira, 52, a tensão no campo está relacionada às milícias armadas dos fazendeiros. "O maior ponto de risco no país no campo é a questão da violência voltada ao lamento dos fazendeiros e suas milícias armadas", disse, na última sexta-feira.De acordo com a CPT (Comissão Pastoral da Terra, braço agrário da Igreja Católica) no Estado, Alves da Silva foi o 39º trabalhador rural assassinado no Estado desde 1988 em conflitos agrários.José Roberto da Silva, da coordenação estadual do MST, disse hoje que o movimento irá cobrar uma rápida investigação das autoridades locais. "Temos várias suspeitas. Ele [Alves da Silva], por exemplo, estava denunciando a ação de pistoleiros ligados a fazendeiros da região."  

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Vacina tetravalente contra a gripe do Butantan terá verbas do BNDES

SAÚDE

Unidade Móvel do Hospital de Amor está em Coronel Sapucaia nesta semana

PESQUISA

A cada 8 minutos, uma mulher é vítima de estupro no país

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos
CÂMARA DE DOURADOS

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos

COMUNICAÇÃO

EBC passará a ter Comitê Editorial e de Programação

UEMS

Reclassificados em seleção por histórico escolar são convocados para matrícula

LEVANTAMENTO

Brasil registra déficit habitacional de 6 milhões de domicílios

UNIVERSIDADE

Sustentabilidade é foco da 15ª Jornada Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo

REPRESENTATIVIDADE

Cresce número de pré-candidatos LGBTI+ nas eleições municipais

LEGISLATIVO

Abril Verde: Câmara promove palestra sobre assédio moral e sexual no trabalho

Mais Lidas

COLISÃO

Mãe e criança morrem após colisão de caminhonete e carro na BR-163

SENAR

Do Japão para Mato Grosso do Sul: filha assume legado do pai e se tornou pecuarista

DOURADOS 

Jovem é encontrado morto no Parque Antenor Martins

DOURADOS

Concurso "Miss e Mister Indígena" acontece no próximo sábado na Jaguapiru