Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905
BALANÇO

Leishmaniose Visceral matou duas pessoas em Mato Grosso do Sul

01 abril 2020 - 08h15Por André Bento

Informe epidemiológico divulgado na terça-feira (31) pelo Governo de Mato Grosso do Sul revela que duas pessoas morreram em decorrência de Leishmaniose Visceral neste ano. Ambas as vítimas fatais da doença residiam no interior do Estado, uma em Paranaíba e outra em Aquidauana.

O Informe Epidemiológico nº 1/ 2020 Leishmaniose Visceral é assinado por Rafael Ovidio de Oliveira, gerente técnico de Zoonoses da Coordenação Estadual de Vigilância Epidemiológica. Ele detalha que os casos confirmados somam nove em 2020.

“A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença de notificação compulsória e, por isso, todo caso suspeito deve ser notificado e investigado pelos serviços de saúde, através da ficha de investigação padronizada pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Por ser uma doença de evolução crônica, para a análise foram excluídas as duplicidades encontradas no SINAN Estadual”, pontua.

Ainda de acordo com a publicação, desde 2011 foram confirmados 1.705 casos da doença e 123 óbitos em território sul-mato-grossense. Neste ano, foram nove confirmações, em Aquidauana (2), Campo Grande (2), Coxim (1), Paranaíba (1), Pedro Gomes (1), Ponta Porã (1), e Três Lagoas (1).

Conforme a série histórica detalhada no documento, em 2011 Mato Grosso do Sul teve 279 casos e 16 mortes, números que passaram, respectivamente, para 317 e 20 em 2012, para 248 e 23 em 2013, para 183 e 12 em 2014, para 139 e 10 em 2015, para 130 e 8 em 2016, para 157 e 8 em 2017, para 114 e 8 em 2018, e para 129 e 16 em 2019.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREIOS
Cadela encontra droga avaliada em R$ 200 mil em encomendas despachadas
ECONOMIA
Senado Federal aprova MP do aumento salário mínimo para R$ 1.045
CORUMBÁ
Cinco funcionários são presas acusadas de venda e receptação de tijolos
PROTOCOLOS
Comitê de ações da UEMS publica Plano de Biossegurança Institucional
POLÍTICA
Planalto teme que quebra de sigilo repercuta na cassação de Bolsonaro
CAPITAL
Homem acusado de esfaquear a mãe e um amigo da ex-mulher é preso
REMÉDIO CONTRA MALÁRIA
França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19
PONTA PORÃ
Ambiental autua homem em R$ 15 mil por maus-tratos a animais
DATAFOLHA
Para 61% dos que viram reunião, Bolsonaro quis interferir na PF
POLÍCIA
Idosa é agredida após ter a casa invadida por morador de rua

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher