Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99257-3397

Lei pode resgatar História e Cultura de Ponta Porã

13 abril 2004 - 14h23

Escola Municipal Ramiro Noronha, Escola Municipal Isaac Borges Capilé, Unidade Central de Saúde Dr. José Issa. Locais que recebem diariamente milhares de pessoas que buscam atendimento nos setores de Educação e Saúde. Além disso, são locais que possuem outra característica comum: receberam como denominação, pessoas que contribuíram significativamente para o desenvolvimento de Ponta Porã ou até mesmo foram protagonistas de fatos históricos locais ou nacionais.O que infelizmente acontece é que boa parte da população, especialmente a camada mais jovem, desconhece informações básicas sobre as pessoas que denominam os prédios públicos em Ponta Porã.  São poucas as pessoas que sabem, por exemplo, que a Escola Joaquim Murtinho recebeu esta denominação em homenagem ao membro de uma das famílias mais importantes da política e economia durante a República Velha. Também, com certeza, a maioria desconhece detalhes da vida pública de Ramiro Noronha, político importante que ocupou o cargo de governador quando Ponta Porã foi capital de Território Federal. Ainda pode ser citado o desconhecimento de parcela significativa da população em relação à enorme contribuição para a cultura local dada pelo professor, ex-vereador e compositor  da letra do Hino de Ponta Porã, Isaac Borges Capilé, o Borginho, que hoje é nome de escola no bairro Cophafronteira. Também, boa parcela da sociedade não sabe quem foi Eurora Ramos, a educadora que ajudou na formação de muitas personalidades fronteiriças e que denomina a Escola Municipal localizada no Jardim Estoril. São vários exemplos relacionados a esta situação. E é justamente com o objetivo de revertê-la, que os vereadores Antônio Carlos Siufi Hindo e Denize de Oliveira decidiram propor a criação de uma Lei que autoriza a Prefeitura a fixar nestes prédios públicos, placas contendo informações sintetizadas sobre a biografia destas personalidades que marcaram a História da fronteira.Dr. Hindo e Denize defendem a idéia de criar a lei que autoriza inclusive o Poder Executivo a firmar  convênios e parcerias com instituições de ensino superior, públicas ou privadas que, com seu corpo docente e discente, poderiam colaborar no sentido de obter as informações necessárias para destacar os nomes que serão homenageados.Também criar meios para que as próprias famílias possam colaborar repassando informações importantes e pertinentes dos homenageados com as denominações.Os vereadores justificam o Projeto de Lei afirmando que Ponta Porã é um dos  municípios que possui em seu passado, um rico acervo de informações históricas que precisam ser resgatadas. Especialmente aquelas relacionadas aos fatos que marcaram o final do Império e começo da República, bem como o decorrer de todo o século XX.É um município que possuiu homens e mulheres que, desenvolvendo suas atividades profissionais ou defendendo seus ideais, tiveram participação ativa nos momentos históricos que permearam os períodos acima citados. Tudo isso contribuiu para transformar Ponta Porã numa cidade caracterizada pelo seu passado de glórias, evidenciado nas brilhantes participações de suas personalidades nos momentos históricos que sacudiram o Brasil ao longo do período compreendido ao final do século XIX e século XX. Temos o privilégio de contar com este acervo histórico, marcado pela atuação ativa dos protagonistas que hoje denominam a maioria dos prédios públicos existentes em nossa cidade.Trata-se de uma forma prática de repassar para toda a população, em especial à camada mais jovem, informações importantes sobre a História e a Cultura do povo pontaporanense. Eles entendem que a colocação de placas informativas contendo detalhes sobre a vida pública dos homenageados, irá contribuir bastante para despertar na sociedade o sentimento de amor às mais ricas tradições do povo fronteiriço.Também incentivar a pesquisa histórica relacionada ao passado marcado por importantes fatos de características locais ou nacionais, que registraram a participação ativa de importantes personalidades da fronteira já que a cidade conta inclusive, com importantes instituições de ensino superior que oferecem cursos diversos, boa parte deles, relacionados à História e Cultura fronteiriças.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo
Eleição em igreja evangélica termina com confusão e pastor escoltado
Soraya Thronicke lembra que aprovação da PEC Emergencial vai salvar vidas
REGIÃO
Soraya Thronicke lembra que aprovação da PEC Emergencial vai salvar vidas
PAGAMENTO
Salários dos servidores de Dourados estão disponíveis para saque
FRONTEIRA
Dono de empresa de guincho é executado a tiros dentro de caminhonete
TEMPO
Sexta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
POLÍTICA
Secretário da prefeitura de Dourados vai à Brasília destravar projetos e obras
TRÊS LAGOAS
Vizinhos ouvem tiro, denunciam e mulher é encontrada ferida em residência
FUTEBOL
STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo com o Inter

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados