Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Legalidade da união homossexual será bandeira da Parada Gay

28 maio 2005 - 09h22

A principal bandeira de luta da Parada Gay que se realizará amanhã (29), na Avenida Paulista, será o reconhecimento legal da união entre homossexuais. Para isso, os organizadores tentarão coletar 1,2 milhão assinaturas em favor de um Projeto de Lei que estenda os mesmos direitos civis de casais heterossexuais para homossexuais de todo o grupo GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros). Os organizadores esperam atingir um recorde de 2 milhões de pessoas neste ano.De acordo com Eduardo Carvalho, diretor da Associação Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, havia elaborado um Projeto de Lei que acabou engavetado. Agora, a meta é retomar a causa, com envio do abaixo-assinado para a Câmara dos Deputados. Eduardo Carvalho destaca que o que se busca não é o "casamento" dos gays, mas o direito de poder dividir bens e receber herança deixada pelo companheiro, entre outros procedimentos que implicam perda econômica num caso de separação, seja por morte ou no caso de cada qual ir para seu canto. Para Pedro Almeida, diretor de comunicação da Associação do Orgulho GLBT, "o Judiciário brasileiro é muito conservador" . Com a manifestação da Parada Gay, a expectativa é de barrar todo tipo de discriminação contra essa população. Ele observa que os homossexuais ainda são vítimas de violência urbana e não raro sofrem dentro da própria casa. "A falta de apoio da família muitas vezes empurra os gays para a marginalidade", afirma. Apesar das sérias questões que envolvem as reivindicações dos GLBT, os manifestantes querem ser ouvidos em clima de festa e por isso vão levar para a Avenida Paulista 20 trios elétricos. No palco haverá shows musicais e discursos. A cantora Fafá de Belém estará entre os presentes, para entoar o Hino Nacional. Após as apresentações, os participantes da Parada Gay pretendem seguir em passeata pela avenida rumo à Rua da Consolação, de onde seguirão até a Praça Roosevelt e, depois, a Praça da República. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem sofre tentativa de homicídio na região do Parque do Lago II
DOURADOS
Homem sofre tentativa de homicídio na região do Parque do Lago II
ECONOMIA
Senadora Soraya Thronicke reforça retomada do setor de eventos de MS
Ambiental captura gambá em residência no bairro Vila Cachoeirinha
DOURADOS
Ambiental captura gambá em residência no bairro Vila Cachoeirinha
ESCALADA DA PANDEMIA
Brasil registra mais 1.824 mortes por Covid-19 e chega a 353,3 mil
CORUMBÁ
Mulher pede para marido prender cachorros e é agredida com coleira
Médicos e policiais fazem mobilização sobre novas regras de trânsito
SIDROLÂNDIA
Após bebedeira, homem bate em filho e é esfaqueado pela esposa
BRASIL
Exército confirma 1ª morte de um militar da ativa vítima da Covid-19
FUTEBOL
Dourados volta a vencer Águia Negra e fecha fase na liderança
CORONAVÍRUS
Ator Paulo Gustavo segue internado e boletim diz que situação é crítica

Mais Lidas

HOMICÍDIO
Jovem é morta com tiros de escopeta em Itaporã
DOURADOS
Motociclista tem suspeita de fratura nas pernas após ser atingido por carro
ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
PANDEMIA
Covid mata 11 pessoas em Dourados em dia de 149 novos casos