Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Juventude empata com Figueirense em casa

08 agosto 2004 - 18h53

O drama pessoal do goleiro Eduardo Martini foi interrompido neste domingo. O goleiro, que há 11 dias havia falhado nos dois gols do São Paulo na derrota do Juventude por 2 a 1, desta vez defendeu um pênalti no empate por 0 a 0 de seu time com o Figueirense, em casa. Na ocasião, a péssima atuação do goleiro, em casa, interrompeu uma seqüência de cinco vitórias do Juventude, que poderia assumir a liderança caso vencesse. Com o resultado, o time de Caxias sobe para 35 pontos, um a mais do que o Figueira, ambos em boa situação no Campeonato Brasileiro, próximos da zona de classificação para a Copa Libertadores da América. Na quarta-feira, o Juventude visita o Paysandu e os catarinenses recebem o Corinthians. Depois de um belo primeiro tempo, dominado pelo Juventude, as equipes voltaram mais cautelosas para a etapa final e o Figueirense perdeu a chance de marcar em um pênalti cobrado Paulo Sérgio, defendido por Eduardo Martini. Assim, sobe para três o número de jogos do Juventude sem vencer em casa, e para cinco o jejum de triunfos do Figueira fora do Orlando Scarpelli, desde o dia 26 de junho, nos 3 a 0 sobre o Flamengo em Volta Redonda (RJ). O jogo: A primeira chance de gol saiu com o meia Lopes, do Juventude, que assustou o goleiro adversário ao acertar a rede pelo lado de fora, aos quatro minutos de jogo. O time da casa era melhor e, aos 12, Naldo cobrou falta e a bola passou à direita do gol. Aos 21, Camazzola roubou a bola em passe errado de Jeovânio e obrigou Édson Bastos a uma grande defesa. A pressão era intensa e, aos 28 minutos, Donizete Amorim cruzou, Clodoaldo cabeceou e o goleiro do Figueirense salvou novamente. Um minuto depois, a primeira chance do Juventude, em um perigoso chute de Mazinho. No lance seguinte, passe de Fernandes e Mazinho quase alcançou, dentro da área. Aos 36, os anfitriões chegaram novamente com perigo. Da Silva fez grande jogada e chutou muito perto. O mesmo Da Silva chegou bem dois minutos depois, com um chute cruzado que raspou a trave do Figueira.Aos 41, Donizete Amorim recebeu de Clodoaldo e bateu forte, assustando novamente. O segundo tempo não teve tantas emoções quanto o primeiro, mas teve as melhores chances do jogo. Aos 13 minutos, André Santos cruzou, a bola bateu na canela de Naldo e quase entrou contra, acertando a trave. A primeira chance do Juventude só surgiu aos 24. Clodoaldo bateu da entrada da área e Édson Bastos fez boa defesa. Um minuto depois, a grande chance do Figueirense: Marlon cruzou e a bola bateu na mão de Naldo: pênalti. Eduardo Martini, que havia sido o vilão do jogo contra o São Paulo, falhando nos dois gols, se redimiu e defendeu a cobrança de Paulo Sérgio, espalmando para escanteio. Aos 37 minutos, Da Silva, o melhor do Juventude, teve outra chance, mas parou nas mãos de Édson Bastos, o melhor do Figueira. Dois minutos depois, Serginho bateu para outra grande defesa de Édson.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS lança 6° campanha do agasalho Aqueça Uma Vida nesta quinta-feira
SOLIDARIEDADE
MS lança 6° campanha do agasalho Aqueça Uma Vida nesta quinta-feira
Advogado suspeito de matar lider do PSL volta para a prisão após internação
NOVA ANDRADINA
Advogado suspeito de matar lider do PSL volta para a prisão após internação
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
Homem é preso com caminhonete e pistola na MS-164 logo após assalto
POLÍTICA
Senado Federal aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos
APARECIDA DO TABOADO
Homem é esfaqueado ao tentar impedir mulher de sair para comprar drogas
IMUNIZANTE
Mais 628 mil vacinas da Pfizer chegam ao Brasil nesta quarta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Detetive particular já condenado é preso por dirigir embriagado após acidente
JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado