Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Justiça chilena anula proibição da pílula do dia seguinte

10 dezembro 2004 - 14h25

A Corte de Apelações de Santiago anulou nesta sexta-feira a sentença que proibia a venda e distribuição da pílula do dia seguinte. A decisão anulou a sentença da juíza Sylvia Papa, que em maio passado aceitou uma ação apresentada por um grupo ultraconservador e proibiu a venda e distribuição do medicamento por considerá-lo abortivo. A sentença da juíza aconteceu pouco tempo depois de o Ministério da Saúde ter iniciado a entrega gratuita da pílula a mulheres que haviam sido estupradas. Com a decisão de hoje, o Ministério da Saúde poderá voltar a distribuir a pílula, que impede a gravidez se for ingerida até 48 horas depois da relação sexual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher liga para filha pedindo socorro após ser espancada por namorado
ECONOMIA
Governo apresenta proposta de novo programa social; valor de R$ 400
CAPITAL
Jardineiro preso em aeroporto com maconha que iria para o Maranhão
POTÁVEL
Bolsonaro lança programa que levará água a escolas do Nordeste
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
UEMS
Últimos dias de inscrição para Especialização em Direito Difusos e Coletivos
PARANAÍBA
Dono de ferro velho é preso por receptação com 80 metros de trilhos
POLÍTICA
Câmara de Dourados aprova 22 projetos de lei em sessão ordinária 
BONITO
Polícia prende traficante e batedor com 380 quilos de maconha e skunk
TJ/MS
Provas do concurso para cartórios extrajudiciais serão realizadas no dia 22

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Homem e mulher são mais recentes vítimas da Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS