Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Julho registrou maior saldo de contratações formais em 2009

18 agosto 2009 - 17h07

O Brasil criou 138.402 vagas formais em julho de 2009, o melhor saldo registrado no ano e o quarto maior da série histórica, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (18) pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O número é 0,43% maior do que o registrado no mês anterior, mas é menor do que o referente a julho de 2008, quando foram criados 203.218 postos. No acumulado do ano, o saldo é de 437.908 postos.

“É o sexto mês seguido com registro de aumento do número de vagas formais no país. Só janeiro registrou queda do número de vagas, que foi negativa em 101.748 postos”, disse Lupi. O total de admissões registradas em julho foi de 1,398 milhões, enquanto o de demissões foi de 1,259 milhões.

Entre os setores que mais empregaram está a construção civil, que gerou 32.175 postos de trabalho. Isso representa um crescimento de 1,6%. “É a maior geração de empregos no mês de julho de 2009 e o segundo melhor desempenho da série histórica do Caged para o período”, disse Lupi.

A agricultura foi o segundo setor a empregar mais, com 29.483 postos gerados, aumento de 1,75%. “É o sexto mês consecutivo de crescimento e o quarto melhor saldo da série histórica”, afirmou o ministro. Com um crescimento de 0,21% na comparação com o mês anterior, o setor de serviços vem em terceiro lugar, responsável pela criação de 27.655 postos, seguido pelo setor de comércio, que criou 27.336 postos, ou 0,39% a mais do que o do mês anterior.

Os únicos setores que apresentaram números negativos foram os de metalurgia e de materiais de transporte, fora os de ensino, devido ao período de férias, e o de borracha, fumo e couros, por causa da sazonalidade (período em que tradicionalmente o emprego cai). "Mas acreditamos que em agosto esses setores devem apresentar melhora e, pela primeira vez após a crise, teremos números positivos em todos os setores pesquisados", disse Lupi.


A indústria da transformação foi responsável pela gerção de 17.354 postos. "Isso mostra que, definitivamente, saímos da crise", afirmou o ministro, que prevê, para o segundo semestre, um crescimento do Produto Interno Bruto entre 2,8% e 3%. "Para o ano nossa previsão é de que o PIB cresça 2%", acrescentou.


Deixe seu Comentário

Leia Também

TREINAMENTO
Google oferece capacitação profissional gratuita para mulheres
Mato Grosso do Sul fecha fevereiro com 371 óbitos por coronavírus
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul fecha fevereiro com 371 óbitos por coronavírus
Satélite brasileiro Amazonia-1 é lançado com sucesso
TECNOLOGIA
Satélite brasileiro Amazonia-1 é lançado com sucesso
Homem é autuado por pescar durante período da piracema
FISCALIZAÇÃO
Homem é autuado por pescar durante período da piracema
Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras
SAÚDE
Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras
PANDEMIA
MS tem quase 6 mil casos sem encerramento em plataforma
PANDEMIA
Instituto Butantan entrega 600 mil de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde neste domingo
MS
Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca
AQUIDAUNA
Agente comunitária é autuada por envenenar árvore em logradouro público em frente sua residência
CAPITAL
Bêbado, motorista bate carro em poste e vai parar na delegacia

Mais Lidas

DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio
DOURADOS 
Mulher é presa após furtar residência no Altos do Indaiá
ITAQUIRAÍ
Acusado de matar homem com tiro na nuca diz que vítima ameaçava ex