Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Juíza relaxa prisão de 400 sem-terra que atacaram a Câmara

09 junho 2006 - 12h54

A juíza Maria de Fátima de Paula Pessoa, da 10ª Vara Federal de Brasília, concedeu relaxamento de prisão a mais de 400 integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) que participaram da invasão à Câmara dos Deputados, na última terça-feira. Eles só devem deixar o presídio da Papuda no início da noite, pois são demorados os procedimentos para a liberação. A polícia está providenciando uma pequena frota de ônibus para fazer o transporte dos integrantes do MLST. Os antecedentes criminais dos 540 presos já foram levantados e não há nada que impeça a liberação do detidos, segundo o Terra.O pedido de relaxamento de prisão foi solicitado pelo Ministério Público Federal. Outros 42 integrantes do movimento, entre líderes e autores da depredação, vão permanecer presos. Entre eles está Bruno Maranhão, que foi afastado anteontem da Executiva Nacional e da Secretaria Nacional de Movimentos Populares do PT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Atlético-GO tira invencibilidade do Fluminense no Brasileiro
FUTEBOL
Empate mantém São Paulo e Cuiabá sem vencer no Campeonato Brasileiro
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
DOURADOS
Prefeitura retoma pavimentação asfáltica no Jardim das Primaveras
BRASIL
Comissão discute fechamento de agências do Banco do Brasil no RN
FUTEBOL
Bragantino vence Palmeiras e assume ponta do Brasileiro
POLÍTICA
Senado aprova suspensão de despejo de imóveis alugados
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: 40% da população adulta foi imunizada com a primeira dose
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Votação de projeto sobre terras indígenas pela CCJ divide opiniões no Plenário
ESPORTES
Já classificado, Brasil perde para Rússia na Liga das Nações de vôlei

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide