Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99257-3397

Juiz pede recadastramento eleitoral em Mundo Novo

03 outubro 2003 - 13h22

O juiz eleitoral da Comarca de Mundo Novo, Cleber José Corsato Barboza, deferiu pedido de revisão eleitoral proposto pela Promotora de Justiça Bianka Barros, que justificou seu pedido diante da enorme distorção existente no município, que pelos dados atuais tem um eleitorado muito acima da média nacional com relação à população, o que aponta grave distorção e leva a crer que milhares de pessoas que tem domicilio eleitoral em Mundo Novo já não residem no município, o que requer urgente recadastramento para cancelamento dos títulos de pessoas que não residem no município e só aparecem na cidade em dia de eleição, não tendo nada a ver com a realidade do município. O pedido da promotora foi acatado e encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral, que agora  necessita de autorização e recursos do Tribunal Superior Eleitoral para realizar o recadastramento para que a nova realidade tenha validade para as eleições municipais de 2004.  Mundo Novo tem uma das maiores médias eleitorais de Mato Grosso do Sul e talvez até do País, já que pelo IBGE o município conta com  14.982 habitantes e pelos dados do TRE são 10.892 eleitores, o que significa que 72,7% dos habitantes estão aptos a votar, quando a média nacional é de no máximo 60% e o TSE determinou revisão em mais de 700 municípios que estão acima dessa média. Diante da solicitação do Ministério Público, o juíz eleitoral determinou ao chefe do Cartório Eleitoral que fizesse pessoalmente verificação em 272 domicílios eleitorais da cidade escolhidos aleatoriamente, sendo que o resultado foi absurdo, surpreendente e mostra que milhares de eleitores já mão residem no município, pois dos 272 domicílios visitados apenas 55 eleitores foram encontrados, sendo que 196 mudaram de cidade e 21 não foram localizados.  Outra distorção absurda segundo o juiz Cleber é com relação a população estudantil, pelos dados das escolas o município conta com 5.600 alunos com idade inferior a 16 anos, ou seja, de 14.982 habitantes subtraindo-se 5.600 estudantes menores de 16 anos sobram 9.382, como são 10.892 eleitores, já dá uma diferença de 1.510 eleitores que não existem, número que pode ser muito maior se levada em conta a evasão escolar e os alunos fora das escolas. Dr. Cleber afirma que deve existir em torno de 500 estudantes que estão fora da cidade cursando faculdade e continuam com domicilio eleitoral em Mundo Novo, o que é ilegal, aumentando ainda mais a distorção. Pelos cálculos do juiz eleitoral, se o TSE determinar o recadastramento, o número de eleitores de Mundo Novo deverá ficar entre 7 e 8 mil e como o custo da revisão é alto, o juiz sugeriu que se faça apenas o cancelamento dos títulos dos eleitores que não comparecerem para a revisão, já que cada título tem custo de R$ 2,00. Dr. Cleber afirmou ainda que na última eleição mais de dois mil eleitores não compareceram e nem justificaram a ausência.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
POLÍTICA
Secretário da prefeitura de Dourados vai à Brasília destravar projetos e obras
TRÊS LAGOAS
Vizinhos ouvem tiro, denunciam e mulher é encontrada ferida em residência
FUTEBOL
STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo com o Inter
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
CORUMBÁ
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
JUSTIÇA
Weintraub é condenado por dizer que universidades cultivam maconha
PARAGUAI
Polícia acha explosivos e descobre 'tentativa de fuga em massa' de presídio
EDUCAÇÃO
Lista de espera do Prouni está disponível para consulta
TRÁFICO
Traficantes de cocaína construíam carretas para levar drogas para São Paulo
ÁPICE DA TRAGÉDIA
'Chega de mimimi. Vão ficar chorando até quando?', diz Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos