Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Jovens com menos de 30 anos assumem cargos de comando no governo atual

24 dezembro 2009 - 15h30

Há menos de um mês o ministro José Antônio Dias Toffoli tomou posse no STF (Supremo Tribunal Federal) e entre as muitas polêmicas que acompanharam a sua estava a idade. Toffoli tem 41 anos, é o ministro mais novo do STF das últimas duas décadas e, por isso, pode ficar na mais importante Corte do país por mais 30 anos. Os ministros são obrigados a se aposentar só aos 70 anos. 

Mas Toffoli é só mais um dos jovens que tem ocupado cargos de destaque no atual governo. Exemplos vão desde ministro de Estado até secretários em áreas importantes da Casa Civil, do Ministério da Justiça e de outras áreas do governo.

Com 29 anos, o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Pedro Abramovay, já assumiu o ministério interinamente e pode ser o primeiro brasileiro com menos de 30 anos a ocupar um cargo importante em um organismo internacional. Abramovay é o indicado do Palácio do Planalto para a direção executiva do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), em Viena, na Áustria.

Formado em direito pela Universidade de São Paulo, Abramovay assumiu a secretaria do Ministério da Justiça em 2007, com apenas 26 anos. Mas o cargo não foi nenhuma surpresa para ele que antes de chegar lá já havia trabalhado em 2003 como assessor do gabinete de Marta Suplicy, na Prefeitura de São Paulo, e como assessor jurídico da liderança do governo no Senado, no mesmo ano. Em 2004, virou assessor especial do ex-ministro da Justiça Márcio Tomaz Bastos. Apesar do rosto que não desmente a idade Abramovay disse que lida facilmente com os entraves da pouca idade.

- Tem um primeiro impacto de desconfiança natural, mas é algo que se dissolve logo no primeiro minuto de conversa. Já encontrei uma ou duas pessoas que chegam e dizem: 'Eu vim falar com o secretário' e eu tenho que reforçar que o secretário sou eu.

Colega de Abramovay no Ministério da Justiça, a Diretora do Departamento de Proteção e Defesa Econômica (DPDE), Ana Paula Martinez, também está no cargo desde 2007, quando ainda tinha 26 anos. Ana Paula é mais uma entre os jovens técnicos que têm se destacado dentro do governo. Formada em Direito na USP e com mestrado na mesma universidade e na escola de Direito de Harvard, Ana Paula passou pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

As secretarias e conselhos do Ministério da Justiça puxam a fila dos jovens em ascensão. Com apenas 32 anos Arthur Badin tomou posse, em 2008, como presidente do Cade. O órgão é responsável pela decisão final sobre a matéria concorrencial e combate a abusos de poder econômico. Entre outras funções, o conselho é o responsável por analisar as fusões de empresas e a compra e venda delas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MARACAJU
Homem encontrado morto em rio foi estrangulado e polícia identifica suspeitos
SAÚDE
Ações nas barreiras sanitárias são intensificadas no combate à Covid-19
UFGD
Mestrado em Agronegócios convida para palestra sobre Conceitos Científicos
PMR
Operação recupera em Dourados caminhão furtado na fronteira
SELEÇÃO
SES abre processo seletivo para contratação de 31 profissionais da saúde
POLÍTICA
Senado aprova MP que altera cargos e funções na Polícia Federal
CAMPO GRANDE
PM fecha depósito de drogas, apreende 2 toneladas de maconha e prende 4
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 807 mortes por Covid em 24 horas, e total chega a 23.473
RIO VERDE
Mulher mata sobrinho com tiro na cabeça após ele ameaçar avó
CAPITAL
Mulher de pedreiro serial killer é presa pela Delegacia de Homicídios

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista