Menu
Busca quarta, 05 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Jovem é morto em praça após defender amigo

24 janeiro 2011 - 14h36

Foi morto por volta das 5 horas desta segunda-feira, Pedro Paulo Rodrigues, 18 anos, na praça central de Maracaju.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava com dois colegas na praça quando chegou um homem ainda não identificado e acusou o amigo de Pedro, Valdemir Salu de Araujo, 23 anos, de “cagueta”, e atirou contra ele nas costas.

Pedro para defender Valdemir entrou na frente e foi atingido por dois tiros, um no braço direito e outro nas costas. A vítima morreu na hora.

Valdemir foi levado para o hospital e irá passar por uma cirurgia para retirada do projétil, mas não corre risco de morte.

A Polícia Civil de Maracaju investiga o caso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FRONTEIRA
Casal suspeito de roubo de carros é cercado e homem queimado vivo
SELIC
Copom eleva taxa básica de juros de 2,75% para 3,5% ao ano
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
CRIME AMBIENTAL
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
Em dia com 10 mortes, Dourados continua com fila de espera em leitos UTI Covid
PANDEMIA
Em dia com 10 mortes, Dourados continua com fila de espera em leitos UTI Covid
JUSTIÇA
Ex-prefeito de Campo Grande é preso por corrupção e lavagem de dinheiro
FUTEBOL
DAC vence Operário de virada no Douradão e embola briga pelo título Estadual
DOURADOS
Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade nos programas habitacionais do município
INFRAESTRUTURA
Novos investimentos serão anunciados em Dourados, diz Sérgio Murilo
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda no dia de decisão sobre taxa básica de juros

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Homem é preso suspeito de estuprar quatro sobrinhas em Dourados
DOURADOS
Fumaça em estrada causa colisão entre caminhões e leva transtorno a moradores; vídeo
PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira