Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
(67) 99659-5905
MS

Jornalista acusa vereador de tentar arrombar rádio durante programa ao vivo

31 março 2020 - 10h16Por Redação

O jornalista Edilson José Alves, de 54 anos, procurou a polícia no município de Antônio João para acusar o vereador Agnaldo Marcelo da Silva Oliveira, de 37 anos, de tentar arrombar o prédio da rádio em que trabalha proferindo ofensas durante programa ao vivo.

A ocorrência foi registrada na Polícia Civil na tarde de segunda-feira (30). Às 12h20 de ontem, o jornalista acionou a Polícia Militar sem detalhar o que estava acontecendo. No local, os policiais viram quando o vereador entrou em um carro e saiu.

Edilson narrou que estava apresentando programa de rádio quando ouvintes lhe enviaram mensagens via Whatsapp afirmando que Agnaldo estava batendo no prédio e na porta da rádio, mediante chutes e porradas, e proferindo ofensas, ocasionando dano na janela do prédio.

Ainda segundo a ocorrência, o parlamentar foi procurado pelo telefone e se comprometeu a comparecer ao Pelotão da Polícia Militar de Antônio João e posteriormente à delegacia para esclarecer o que houve, mas às 13h38 informou que não iria mais comparecer.

O Dourados News tentou contato telefônico com o vereador Agnaldo na manhã desta terça-feira (31), mas não teve as ligações atendidas até a publicação dessa matéria.

No entanto, o espaço para manifestação dele segue aberto.

Também hoje, o Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados) divulgou nota de repúdio e afirmou que a brutalidade atingiu toda a categoria. “Neste sentido, cobramos respostas rápidas das autoridades de segurança e da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Antônio João, na esperança de essa agressão não fique impune”, pontuou.

“Diante de tamanha violência, a diretoria do Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados) quer defender publicamente a importância da liberdade de imprensa para a democracia. O Jornalismo é um dos principais espaços em que versões contraditórias de um acontecimento têm a oportunidade de dialogar civilizadamente. Por isso, nossa entidade condena qualquer forma de intimidação e censura ao exercício profissional dos comunicadores da rádio Altos da Serra FM”, acrescentou.

Para a entidade sindical, “não é possível mensurar a tragédia que aconteceria se o nobre legislador fosse forte o suficiente para arrombar a porta do estúdio, mas sua tentativa violenta já demonstrou a vontade que tinha de calar o livre fazer jornalístico”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Depois de fugir do cativeiro, professor passou noite escondido em mata
INQUÉRITO
Presidente da Fundação Palmares será investigado por suspeita de racismo
TRÊS LAGOAS
Traficante tenta se esconder embaixo da cama após batida da Polícia
TECNOLOGIA
Detran/MS explica passo a passo como obter licenciamento através de aplicativo
TRÊS LAGOAS
Homem condenado a 10 anos de prisão por estuprar criança é preso
EDUCAÇÃO
IFMS abre inscrições para cursos técnicos presenciais na terça-feira
EDUCAÇÃO
Enem 2021 pode ser suspenso por falta de recursos, alerta MEC em ofício
CAMPO GRANDE
Motorista pede para completar tanque e foge sem pagar R$ 187
LAVA JATO
PGR denuncia Arthur Lira, um dos líderes do 'Centrão', por corrupção passiva
POLÍCIA
Tenente estava a 125 km/h quando matou professora em acidente, diz perícia

Mais Lidas

PANDEMIA
Em disparada, casos de Covid-19 tem novo recorde diário e passam de 400 em Dourados
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Empresário que vendeu gasolina sem imposto vê tributo mal usado no país
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante