Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Jefferson depõe hoje no Conselho de Ética da Câmara

14 junho 2005 - 09h39

O presidente nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson (RJ), depõe nesta terça-feira, a partir das 14h30, no Conselho de Ética e Decoro da Câmara. Esta será a primeira vez que o deputado falará aos congressistas, após ter feito denúncias do esquema de pagamento de mesada, por parte do governo, a deputados da base, o chamado "mensalão". Desde que fez as denúncias, em entrevista publicada pela Folha de S.Paulo, Jefferson não voltou ao Congresso. O deputado carioca avisou, no entanto, que não tem provas do que afirma. Na última entrevista, Jefferson afirmou que o dinheiro para o pagamento de R$ 30 mil mensais aos deputados viria de empresas, estatais e privadas.Segundo Jefferson, os "operadores" do esquema seriam o publicitário Marcos Valério, amigo do tesoureiro do PT, Delúbio Soares, e o líder do PP na Câmara dos Deputados, José Janene (PR), com o conhecimento do ministro José Dirceu (Casa Civil). Todos negam as acusações.A falta de provas deve ser o principal problema de Jefferson perante o conselho. O deputado enfrenta um processo por quebra de decoro parlamentar por ter feito acusações a outros deputados sem que houvesse provas. A ação foi movida pelo presidente nacional do PL, deputado Waldemar Costa Neto (SP).DefesaO relator do caso Roberto Jefferson no conselho é o deputado Jairo Carneiro (PFL-BA). O presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), prometeu ontem dar maior prazo para que o deputado apresente sua defesa.Pelo regimento interno da Câmara, ele teria 20 minutos para sua exposição, prorrogáveis por mais dez. "Vou dar liberdade total a ele. Nós precisamos dar uma satisfação à sociedade. O tempo de que ele precisar para falar ele vai ter."Jefferson, que é advogado criminalista e está em seu sexto mandato na Câmara, abriu mão da defesa prévia por escrito. Segundo seus advogados, o deputado preferiu ele próprio, na mesa do conselho, fazer sua defesa. Após a exposição inicial de Roberto Jefferson, será dada a palavra ao relator do processo, para que faça suas perguntas. Cada integrante do conselho, formado por 15 deputados, terá dez minutos para fazer perguntas, com direito à réplica. Os deputados que não fazem parte do órgão também poderão perguntar, mas terão a palavra por apenas cinco minutos. O depoimento de Roberto Jefferson será no plenário 2 da Câmara, que tem capacidade para cerca de 180 pessoas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MINAS GERAIS
Avião cai no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
PARANAÍBA
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
Idosos e profissionais de saúde podem tomar segunda dose de vacina contra Covid amanhã
DOURADOS
Idosos e profissionais de saúde podem tomar segunda dose de vacina contra Covid amanhã
EMPREGO
Funtrab fecha primeiro trimestre de 2021 com mais de 10 mil vagas intermediadas
BRASIL
Arrecadação federal sobe 18,5% e bate recorde para meses de março
ARTIGO
Você trata bem sua esposa?
JUSTIÇA
Serviço de limpeza é retomado em Dourados após TCE revogar decisão
NEGÓCIOS & CIA
Muito mais flexibilidade e conforto para você: Coleção fitness Thais Matos Lingerie
PANDEMIA
MS participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid
DOURADOS
Com apenas seis bolsas do tipo O-, Hemocentro faz apelo por doação de sangue

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
LOTERIAS
Mega-Sena premia uma aposta com R$ 40 milhões e 11 douradenses acertam a Quadra
DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro