Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Japão quer preparar estrangeiros para o trabalho

22 julho 2007 - 07h44

A adaptação a um país estrangeiro nem sempre é fácil. Quando a mudança se dá para um local com leis e costumes mais rígidos, essa situação pode trazer sérios problemas. Com o objetivo de auxiliar os imigrantes da cidade de Gunma, no Japão, as prefeituras de Campo Grande e da cidade do Japão realizaram um vídeo com orientações sobre postura no trabalho e na comunidade do país do Sol Nascente.

O vídeo foi apresentado ontem (20) em Campo Grande (MS), durante a 1ª Teleconferência Campo Grande & Província de Gunma (Japão) – “Integrando Idéias para o Futuro”, durante a Exponipo 2007, evento paralelo ao XXII Concurso Brasileiro da Canção Japonesa. O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, prestigiou o evento e ainda conversou com o idealizador do vídeo Yoichi Ota, em Gunma.

“Trata-se de um fato inédito em nossa cidade, unindo nossas gerações, nossas culturas. Os japoneses ajudaram a desenvolver Campo Grande e a eles devemos muitas homenagens”, disse o prefeito. “Será o primeiro passo”, comemora Ota, que espera manter contato com a prefeitura de Campo Grande para intercambio de informações.

A teleconferência contou com troca experiências de brasileiros residentes em Gunma. “Aqui a cultura é muito rígida. A convivência, o dia-a-dia é muito diferente. Mas a educação é muito boa”, falou Iolanda, natural de São Paulo.

A idéia do vídeo é melhorar a qualidade de vida do estrangeiro, com orientações para evitar acidentes, proporcionar mais condições de saúde e levar dicas de como se relacionar com a sociedade. O material foi produzido em português e espanhol e a intenção é traduzi-lo em outras línguas.

Em Gunma, para cada cinco habitantes, um é imigrante. A maioria é de brasileiros, que chegam a 17 mil na cidade. “É um choque cultural muito grande. As principais dificuldades são a língua, os hábitos, a cultura e a existência de regulamentos muito restritos. Os jovens são os que mais sofrem”, aponta Naho Goto, da JAIKA, Agência de Cooperação Internacional do Japão, que auxiliou a teleconferência.

O evento foi promovido pela Associação Esportiva e Cultural Nipo-Brasileira de Campo Grande juntamente com a Associação Brasil-Japão de Pesquisadores (SBPN) e contou com o patrocínio da Caixa Econômica Federal e dos Correios. A tecnologia que permitiu a realização do evento foi fornecida pela Brasil Telecom.

O XXII Concurso Brasileiro da Canção Japonesa segue até o dia 22, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, com entrada franca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Família de detetive assassinada vai à polícia agradecer investigação
DOURADOS
Família de detetive assassinada vai à polícia agradecer investigação
Em dia de números baixos, MS se aproxima de 9 mil óbitos pela Covid
PANDEMIA
Em dia de números baixos, MS se aproxima de 9 mil óbitos pela Covid
Lenilde Ramos lança livro "João da Moto" em Dourados nesta segunda
LEITURA
Lenilde Ramos lança livro "João da Moto" em Dourados nesta segunda
5 equipamentos fundamentais para os treinos de inverno
SAÚDE E BEM-ESTAR
5 equipamentos fundamentais para os treinos de inverno
Casal preso por maus-tratos tem flagrante convertido em preventiva
DOURADOS
Casal preso por maus-tratos tem flagrante convertido em preventiva
CORUMBÁ
Bombeiros encontram corpo de adolescente que se afogou no Rio Paraguai
BELEZA E ESTÉTICA
Clínica Viva Mais tem tratamento completo para face com limpeza de pele 3D, botox e mais: Veja
DOURADOS
Arrecadação municipal em julho passa de R$ 84,5 milhões
NEGÓCIOS E CIA
Cartão de crédito é opção de 62% da população para pagar contas
DOURADOS 
Moto é furtada após proprietário estacionar no centro por três horas

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Homem e mulher são mais recentes vítimas da Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS