quinta, 26 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Israel ignora advertência da ONU e deve exilar Arafat

13 setembro 2003 - 12h53

Israel ignorou neste sábado uma advertência do Conselho de Segurança da ONU contra sua ameaça de exilar o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, dizendo que a segurança nacional israelense está em jogo em meio à nova onda de ataques suicidas.Nesta madrugada, confrontos entre forças israelenses e palestinos na cidade de Nablus, na Cisjordânia, mataram um palestino de 80 anos que passava pelo local, segundo testemunhas. Fontes militares disseram que os soldados israelenses estavam atrás de um radical palestino local, mas não mencionaram a morte do idoso.Ainda na Cisjordânia, o Exército de Israel descobriu três cinturões com bombas em um açougue em Belém, de acordo com fontes de segurança de Israel, que acusam o grupo radical islâmico Hamas de planejar nos atentados suicidas, após os dois ataques que mataram ao menos 15 israelenses na semana passada. O gabinete de segurança israelense respondeu aos ataques com a decisão de remover Arafat "de uma forma ainda a ser determinada", o que provocou protestos em todo o mundo.O Conselho de Segurança da ONU alertou Israel na sexta-feira contra tal medida. "Os membros do Conselho expressaram a posição de que a remoção do senhor Arafat seria inútil e não deve ser implementada", disse o embaixador britânico Emyr Jones Parry. Israel rejeitou a advertência. "Com todo o respeito, Arafat é um hábil terrorista. Nós não iremos abrir mão do nosso direito de legítima defesa", afirmou uma fonte próxima ao primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon.Com apoio dos Estados Unidos, Israel acusa Arafat de fomentar a violência nos quase três anos do novo levante palestino contra a ocupação da Cisjordânia e da Faixa de Gaza, algo que o líder palestino nega. Mas Washington não quer que o líder ex-guerrilheiro, de 74 anos, exilado, por temer o fim do plano de paz para o Oriente Médio liderado pelos Estados Unidos, o ”mapa da paz”, já cambaleante pela recente violência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Festival América do Sul começa hoje com show de Michel Teló
CORUMBÁ

Festival América do Sul começa hoje com show de Michel Teló

POLÍTICA

PGR diz que perdão é constitucional, mas Silveira pode ficar inelegível

Decor 2022 abre as portas, revive lembranças, inspirando visitantes 
UNIGRAN

Decor 2022 abre as portas, revive lembranças, inspirando visitantes 

Deputado Marçal repudia pedido de reajuste de pedágio na BR-163
ECONOMIA

Deputado Marçal repudia pedido de reajuste de pedágio na BR-163

Moradores de Pedro Juan fazem manifestação com violência 
PARAGUAI

Moradores de Pedro Juan fazem manifestação com violência 

TEMPO

Quinta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove

CORUMBÁ

Polícia prende autores de tráfico de drogas e associação criminosa

DERROTA DO PRESIDENTE

Conselho da Petrobras desacelera troca do comando da estatal

PARAÍSO DAS ÁGUAS

Funcionário de fazenda é preso por matar colega esfaqueado

CONCURSO

Novos processos seletivos do IBGE ampliam vagas para o Censo 2022

Mais Lidas

CAARAPÓ

Grávida morta com tiro na cabeça foi assassinada pelo próprio irmão

TRAGÉDIA

Homem morre e outro fica ferido em estado grave após acidente na Marcelino

BR-163

Acidente mata motociclista e passageiro em estado grave é trazido para Dourados

DOURADOS

Vídeo mostra momento da colisão que terminou com morte de motociclista