Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
TURISMO

Internauta dá dicas de viagem a Croácia

25 setembro 2014 - 11h21

Foi em 2007 que a aposentada Regina Celia Travaglini decidiu visitar a Croácia, atraída por fotos de paisagens locais. A leitora então passou uma semana no país e conheceu a capital Zagreb e Dubrovnik, às margens do Mediterrâneo. Mas o lugar que mais lhe chamou a atenção foi o Parque Nacional Lagos de Plitvice, na região central da Croácia, entre os condados de Lika Senj e Karlovac.

Com lagos de água cristalina, cachoeiras e muita vegetação preservada, o parque, com mais de 296 quilômetros quadrados de extensão, não é só o mais extenso da Croácia como um dos mais antigos da Europa. Fundado em 1949, trinta anos depois foi considerado patrimônio da Humanidade pela Unesco.

“O lugar parece uma floresta encantada de tão belo. É um pedaço do paraíso”, afirma Regina, que passou dois dias em Plitvice na companhia de uma amiga. As duas ficaram hospedadas em um dos 24 hotéis que existem dentro do parque.

“Quando vi as fotos, ainda em São Paulo, não acreditei que as águas pudessem ter aquela tonalidade. Mas foi exatamente o que encontrei quando cheguei lá. Lagos de água azul, verde, turquesa, todas tão cristalinas que era possível ver peixes nadando”, lembra Regina, que ainda observa: “como é um lugar de preservação ambiental, um verdadeiro laboratório vivo, onde ocorrem muitas pesquisas geológica, zoológicas e botânicas, não é permitido entrar na água, por mais delicioso que pareça”. Essa é apenas uma das regras para visitar Plitvice, onde também não é permitido acampar ou caminhar fora das trilhas, que são feitas sempre com guias.

Dentro do parque, ainda é possível fazer passeios de barco e até mesmo cerimônias de casamento, que precisam ser agendadas com antecedência. Se a fome bater, não faltam opções de cafeterias e restaurantes espalhados pela reserva.

Regina chegou até o parque de ônibus fretado, que estava incluído em seu pacote de viagem. A leitora acrescenta que, de carro, é possível tomar saídas das cidades de Karlovac, Otocac e Grnja Ploca para a estrada A1 Zagreb-Split, que contorna a área do parque. Regina conta que existem poucas opções de transporte público que atendem a região.

Por ano, o parque chega a receber mais de um milhão de visitantes. As entradas variam entre US$5 e US$38 dólares, dependendo da época do ano. Crianças menores de 7 anos não pagam ingresso.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeitura empenha R$ 1 milhão para asfalto no Jardim das Primaveras
DOURADOS
Prefeitura empenha R$ 1 milhão para asfalto no Jardim das Primaveras
Duas mulheres morrem por Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Duas mulheres morrem por Covid-19 em Dourados
Secretário de Estado de Saúde recebe dose de reforço contra Covid-19
VACINA
Secretário de Estado de Saúde recebe dose de reforço contra Covid-19
NA RÚSSIA
Bia Ferreira atropela rival e garante ouro no Mundial Militar de Boxe
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
DOURADOS
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
TRT-MS
Juiz Tomás Bawden toma posse como desembargador do Trabalho na segunda-feira 
FLAGRANTE
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
ESTADO
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
JUSTIÇA DO TRABALHO
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'