Menu
Busca sábado, 31 de julho de 2021
(67) 99257-3397

inquérito do acidente da TAM deve levar 1 ano, diz delegado

23 julho 2007 - 20h33

O delegado Antônio Carlos Barbosa, titular do 27º Distrito Policial (Campo Belo), na zona sul de São Paulo, e responsável pelas investigações da tragédia de Congonhas, disse, nesta segunda-feira, que um inquérito "extremamente complexo" como o do acidente envolvendo a aeronave da TAM, deve levar pelo menos um ano para ser concluído. O acidente com o Airbus A320 ocorreu na última terça-feira, depois que a aeronave não conseguiu parar ao pousar na pista principal do aeroporto, se chocando contra um posto de combustíveis e um prédio da TAM Express. Barbosa convocou os peritos que atestaram a segurança da pista principal de Congonhas cerca de uma hora e 30 minutos antes do acidente para depor às 11 horas, desta terça-feira. A averiguação da pista foi realizada depois que um piloto reclamou que o asfalto estava escorregadio. Como a lâmina de água na pista estava abaixo dos 3 mm, as operações de pouso e decolagem foram retomadas.

O delegado já ouviu 17 pessoas, entre vítimas, familiares de desaparecidos e proprietários de imóveis e veículos que sofreram danos com o acidente.

Ele explicou que foi requisitado aos distritos policiais da Grande São Paulo os boletins de desaparecimentos que poderiam estar relacionados com a tragédia, mas o único que confere com o local, o horário e o dia do acidente é o caso do taxista Thiago Domingos da Silva.

O fogo da explosão da aeronave derreteu o número do chassis do carro utilizado pela suposta vítima. O número do motor do veículo, no entanto, confere com número do carro guiado pelo taxista, aumentando os indícios de que ele é mais uma vítima do acidente.

Caso não for encontrado nenhum fragmento do corpo do taxista, o Ministério Público (MP) vai entrar com uma ação de morte presumida, visto que nesse caso (ausência do corpo) a morte só pode ser decretada pela Justiça depois de uma ação desse tipo.

O Corpo de Bombeiros encontrou documentos queimados de Patrícia Hauschild e de Marcelo Carlos Stelzer. O material já foi encaminhado para a perícia. Também foram encontrados os documentos de Arlene Colares, 46 anos, que estava no prédio no momento do acidente, mas conseguiu escapar com vida da tragédia. Ela vai depor nesta segunda-feira.

Um aparelho e uma bateria de telefone celular também foram encontrados no local do acidente e serão periciados.
O delegado Antônio Carlos Barbosa afirmou ainda que vai chamar os presidentes das associações de pilotos da TAM e da Gol para que eles deponham e confirmem a orientação de não pousar em Congonhas, em caso de pista molhada. 


Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista morre após colidir com caminhão e capotar veículo em rodovia estadual
NOVA ANDRADINA
Motorista morre após colidir com caminhão e capotar veículo em rodovia estadual
Hospitais de Dourados estão com 58 pacientes internados em leitos de UTI
SISTEMA DE SAÚDE
Hospitais de Dourados estão com 58 pacientes internados em leitos de UTI
PAGAMENTO
Salários dos servidores estaduais já estão disponíveis para saque
Pessoas com 20 anos ou mais podem se vacinar em três unidades básicas de saúde
IMUNIZAÇÃO
Pessoas com 20 anos ou mais podem se vacinar em três unidades básicas de saúde
Traficantes abandonam caminhão com quase 700 quilos de maconha na BR-163
DOURADOS
Traficantes abandonam caminhão com quase 700 quilos de maconha na BR-163
TEMPO
Sábado de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
PARAGUAI
Corpos de militares foram destroçados por bomba enterrada na estrada
CORONAVAC
Butantan pede autorização para vacinar público entre 3 e 17 anos
CAPITAL
Acusado de matar homem com tiro na cabeça presta depoimento
ENERGIA MAIS CARA
Conta de energia continuará com taxa extra mais elevada em agosto

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PARAGUAI
Militares executados na fronteira eram sargentos da FTC
PONTA PORÃ
Bilhete ao lado de corpo esquartejado indica próximos "alvos" de criminosos
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte