Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Inmetro apreende 214 brinquedos irregulares na capital

23 setembro 2003 - 15h23

Durante fiscalização em duas lojas de Campo Grande, os fiscais do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) já encontraram 214 brinquedos que não possuíam certificação do órgão. A operação "Dia das Crianças" foi iniciada esta manhã e deve durar dois dias e, em seguida, os fiscais devem percorrer as lojas do interior. A medida visa retirar do mercado todos os brinquedos irregulares. Pela amanhã, os fiscais encontraram 42 produtos irregulares no Atacado Paulistão, localizado na Avenida Costa e Silva, próximo ao Terminal Morenão. Já no início desta tarde, os agentes do Inmetro fiscalizaram a loja Planeta Lar, localizada na Rua 13 de Maio, no centro da Capital, onde foram encontrados 134 brinquedos que não possuíam certificação do órgão.Além disso, os fiscais recolheram 38 amostras de brinquedos na loja Planeta Lar que apresentavam o selo de autenticidade com a mesma numeração. Conforme a agente do Inmetro, Ivete da Silva, cada tipo de brinquedo apresenta uma numeração diferente. Os fiscais devem analisar a autenticidade dos selos dos produtos.Ivete da Silva disse que esses brinquedos não podem ser doados, pois não foram testados quanto aos riscos que podem causar à saúde das crianças. "Tem criança que pode até comer o produto", explicou.O proprietário da loja Planeta Lar, Pedro Henrique da Costa, informou que esta é a primeira vez que a loja é autuada. Ele ainda disse que é de praxe a compra de produtos com o selo do Inmetro e vai repassar a notificação para a empresa que forneceu os brinquedos.Pedro também justificou que a loja apresenta um grande número de brinquedos e muitas vezes o próprio cliente retira o selo, ficando difícil verificar cada um dos produtos.Fiscalização A operação especial "Dia das Crianças" tem como prioridade as questões de segurança, de saúde e meio ambiente. Brinquedo tem certificação obrigatória desde 1992, só podendo ser comercializado com as marcas do Inmetro e do Organismo de Certificação credenciado. Essa certificação garante que o produto foi fabricado de acordo com a ABNT (Norma de Segurança da Associação Brasileira de Normas Técnicas).A falta desse selo mostra que os brinquedos não foram testados quanto aos riscos que podem causar à saúde das crianças, tais como alergia, intoxicação, choque elétrico, perfurações, cortes etc. Apesar dos preços mais baixos, os brinquedos comercializados por ambulantes podem causar sérios problemas. Esses produtos não estão de acordo com as normas de qualidade e segurança exigidas, expondo crianças a riscos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Novos profissionais comemoram graduação em Medicina na UFGD
LEGISLATIVO
Projeto susta decisão da Receita Federal sobre exportação de suco de laranja
Jiboia é capturada nos fundos de residência em Bonito
MEIO AMBIENTE
Jiboia é capturada nos fundos de residência em Bonito
PANDEMIA
Número de casos de Covid-19 chega a 8,75 milhões no Brasil
REGIÃO
Sanesul apresenta investimentos em saneamento à prefeitura de Água Clara
IMUNIZAÇÃO
Projeto exige dados sobre raça, sexo e pessoa com deficiência em notificações de Covid
ESPORTE
Juventude bate Figueirense e segue na luta pelo acesso à Série A
Fisioterapia e Farmácia estão entre as profissões que mais crescem na pandemia
R$ 7,9 MILHÕES
Rede de coleta de esgoto avança em Guia Lopes da Laguna
Vestibular 2021
Em Amambai, Uems oferece vagas para cursos de Ciências Sociais e História

Mais Lidas

CENTRO
Primeiro acidente de trânsito com vítima fatal neste ano é registrado em Dourados
DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado