Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Inflação de janeiro em MS teve alta de 1,37%

06 fevereiro 2004 - 10h33

No mês de janeiro a variação do   IPC em Mato Grosso do Sul foi de alta de 1,37% muito maior que a variação do mês de dezembro que foi de 0,14%. O resultado da alta variação do IPC foi conseqüência dos aumentos das mensalidades escolares, das verduras e legumes devido as fortes chuvas que têm atingido as regiões produtoras e expectativa da entrada em vigor do aumento da confins, com forte impacto nos serviços em geral. Assim, os grupos com maiores variações foram Educação e Alimentação, conforme a Tabela 1. Tabela 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Após comprar moto furtada, jovem é preso por receptação
DOURADOS
Após comprar moto furtada, jovem é preso por receptação
Renato Câmara reforça pedido de vacinação de professores e administrativos da rede estadual
IMUNIZAÇÃO
Renato Câmara reforça pedido de vacinação de professores e administrativos da rede estadual
MS
Profissionais da área da saúde são convocados em processos seletivos do Governo
Idosa denuncia sobrinha por furto em Dourados
POLÍCIA
Idosa denuncia sobrinha por furto em Dourados
Idoso morre no Hospital da Vida quase uma semana após cair de telhado
ACIDENTE
Idoso morre no Hospital da Vida quase uma semana após cair de telhado
IMUNIZAÇÃO
Douradenses vacinados contra Covid-19 são quase 50 mil
OPORTUNIDADE
Empresas do setor da construção civil abrem processo seletivo pela Funtrab
COVID
Uma dose de vacinas reduz infecção em até 65%, revela estudo
É LEI
ICMS Educacional é promulgado e altera Constituição de Mato Grosso do Sul
COVID-19
Dourados receberá mais 6,7 mil doses de vacinas do novo lote

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras