Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Indústrias e produtores eliminam conflito na cadeia do leite

12 fevereiro 2011 - 09h48

Após um ano de intensas reuniões, as indústrias de laticínios e os produtores rurais oficializaram nesta sexta-feira (11/02), no auditório da Seprotur (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), o Conseleite-MS (Conselho Paritário entre Produtores de Leite e Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul) para eliminar os conflitos existentes nos elos da cadeia produtiva. “Pretendemos divulgar uma tabela com os valores de referência, que terá o valor cobrado pelo litro de leite no mês em curso e uma previsão para o próximo. Vale à pena destacar que a tabela não visa estabelecer o preço do produto, pois, cada indústria tem o seu mix, sendo apenas uma referência”, declarou Edgar Rodrigues Pereira, presidente do Conseleite-MS.

Os custos de fabricação e comercialização dos derivados foram calculados com base em levantamento censitário realizado pela instituição de pesquisa conveniada junto a todas as empresas participantes, que foi submetido à avaliação e aprovação da Camatec e do Conselho. Além disso, esses cursos foram determinados para 11 derivados lácteos após ponderação, pelo volume produzido e comercializado dos diversos tipos de embalagens. O levantamento dos dados considerou um período de 12 meses e foi o mesmo do custo agrícola.

Edgar Pereira acrescenta que o Conseleite-MS vai realizar reuniões técnicas regionais com produtores e representantes de indústrias para divulgar as ações do Conselho e distribuir a tabela. “Com esses encontros, a atividade também será fomentada e os produtores passarão a investir mais na qualidade da sua produção”, disse, completando que atualmente Mato Grosso do Sul produz cerca de 1,3 milhão de litros de leite por dia, alcançando expressivos 500 milhões de litros por ano e cerca de 30% dessa produção é enviada para fora do Estado in natura, enquanto os outros 70% são processados pelas 85 indústrias lácteas que produzem um mix de 20 produtos. “A produção da indústria láctea estadual é destinada para o consumo interno e também para abastece parte dos mercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Minas Gerais”, reforçou.

Para a estruturação do Conseleite-MS, os envolvidos no trabalho buscaram a expertise da UFPR (Universidade Federal do Paraná), que desenvolveu a metodologia para implantação do Conselho naquele Estado, sendo que a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) também está envolvida no trabalho, além do Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado) e Seprotur. “Esse trabalho, com certeza, vai dar mais visibilidade para a indústria de Mato Grosso do Sul. Todos poderão ter visão de mercado e visualizar melhor como ele está caminhando”, declarou Milene de Oliveira Nantes, presidente do Silems, informando que a tabela referência estará disponível no site de entidade (www.silems.com.br) e no da Famasul (www.famasul.com.br).

A secretária estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo,Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, lembrou que a criação do Conselho é uma reivindicação antiga do setor produtivo. “Tem pelo menos sete anos que o setor pleiteia a criação do Conselho, que vai funcionar como uma ferramenta para ajustar o mercado, levantando os custos das partes e apontando um preço de referência”, declarou, ressaltando ainda que, com o valor alinhado, será possível impedir o sobe e desce de preços que hoje é justificado pelos períodos da safra e entressafra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem acusado de matar ex-mulher é preso
FEMINICÍDIO
Homem acusado de matar ex-mulher é preso
EM ANÁLISE
Projeto prevê multa por atos contra as mulheres em eventos esportivos
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
FUTEBOL
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
PANDEMIA
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
POLÍTICA
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
DOURADOS
Dois são presos tentando roubar mercado no Jardim Clímax
ARTIOGO
Missão de mãe
REGIÃO
Polícia apreende veículo com adulteração de sinal identificador
SAÚDE
Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago
DOURADOS
Relojoaria na Avenida Marcelino Pires é furtada

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste