Menu
Busca sexta, 16 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Índios apontam armas para helicóptero da PF

10 janeiro 2004 - 18h26

Os índios kaiowás-guaranis que ocupam oito fazendas e seis sítios na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai apontaram armas de fogo na direção de um helicóptero da Polícia Federal que sobrevoava a região hoje. Peritos da PF estão fazendo um mapeamento das áreas invadidas com o uso de equipamentos de precisão, a pedido da Justiça Federal de Dourados. O trabalho é necessário para a elaboração da estratégia para uma eventual operação de desocupação das fazendas. O superintendente da PF, Wantuir Jacini, já havia constatado, nesta sexta-feira, que os índios estão armados. Ele sobrevoava a área invadida na companhia do juiz deferal Odilon de Oliveira quando, num vôo rasante, um índio mirou um revólver ou pistola contra o helicóptero. O agente federal, que dava cobertura aos passageiros atado à porta da aeronave imediatamente apontou a metralhadora em direção ao índio. O superintendente gritou ao policial para que não disparasse. "Foi um momento de muita tensão", contou hoje o juiz. A posse de armas de fogo entre as duas partes está sendo considerada na análise dos pedidos de reintegração de posse das áreas invadidas. "Temos informações de que também os fazendeiros estão armando jagunços no lado paraguaio", disse. O pedido refere-se a cinco das fazendas invadidas e o juiz pretende decidir o caso na terça-feira. Hoje, advogados dos fazendeiros protocolaram petições no Fórum não concordando com a prazo de 10 dias proposto pelos índios para a retirada de animais e bens das fazendas. Eles pediram o julgamento imediato das reintegrações. Oliveira, que na sexta manteve audiência com os índios na própria fazenda invadida, volta a se reunir com os fazendeiros na terça. Ele pretende, ainda, retornar à fazenda para um novo contato com as lideranças indígenas e pediu paciência às partes. "A questão é grave e qualquer decisão apressada pode resultar em derramamento de sangue", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lulalá
ARTIGO
Lulalá
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
DOURADOS
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
REGIÃO
Homem morre após ser atropelado por moto em Vicentina
Condenado por tráfico e demitido, guarda é classificado como excepcional
DOURADOS
Condenado por tráfico e demitido, guarda é classificado como excepcional
Homem morre no Hospital da Vida duas semanas após acidente de moto
REGIÃO
Homem morre no Hospital da Vida duas semanas após acidente de moto
BENEFÍCIO
Governo regulamenta Mais Social e organiza pagamentos a partir de maio
DOURADOS
Prefeitura ainda aguarda decisão do TCE para retomada de serviços de limpeza da cidade
HOSPITALIZADOS
MS já notificou quase 10 mil casos de síndrome respiratória aguda grave
BELEZA & ESTÉTICA
Como escolher um bom cirurgião plástico?
CLIMA
Inmet alerta para perigo de tempestade em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Veículo usado para transportar corpo de colombiano passará por perícia
CRIME AMBIENTAL
Goiano preso com minhocas terá que pagar multa de quase meio milhão de reais
AMEAÇA DE EXTINÇÃO
Após passar por MS, homem é preso com mudas raras que seriam vendidas na Bolívia
DOURADOS
Funsaud oficializa saída de diretor médico da UPA após denúncia de escala sem plantonista