Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Iguatemi questiona artigo publicado na revista Veja

22 janeiro 2004 - 14h55

“Primeiro foi a Globo. Agora a revista Veja.” O desabafo é da assessoria de Comunicação Social da prefeitura de Iguatemi ao tomar conhecimento de um artigo publicado na edição de 21 de janeiro da referida revista. O artigo, publicado na coluna Ensaio, assinada pelo jornalista Roberto Pompeu de Toledo, afirma equivocadamente que as terras invadidas por índios guaranis-caiuás localizam-se no município de Iguatemi. Japorã, berço da invasão, nem é citada no artigo. “Índios guaranis-caiuás continuavam a ocupar, até quinta-feira passada, fazendas em Iguatemi”, introduz a matéria. Além do equívoco em relação à geografia da área invadida, Toledo cometeu uma falta ainda mais grave, na visão da administração de Iguatemi, que foi a de fazer comentários depreciativos e maldosos ao nome da cidade, relacionando-a a episódios do século XVIII quando ergueu-se na região o hoje conhecido Forte Iguatemi, na verdade, Forte Nossa Senhora dos Prazeres de Iguatemi. O jornalista só esqueceu-se de informar que o Forte também não se localiza no município de Iguatemi. Ele tece ainda comentários sobre o episódio da tomada do Forte pelos índios, a mando dos espanhóis. A lembrança do episódio, no qual muitos paulistas teriam morrido, teria originado o nome de uma rua em São Paulo, hoje avenida Brigadeiro Faria Lima e dado nome também ao primeiro shopping da cidade, o Shopping Iguatemi. O tom de desprezo fica evidente quando o jornalista afirma que Iguatemi é “sinônimo de tragédia e humilhação.” Ante a informação, a Assessoria de Comunicação enviou imediatamente nota à redação da revista Veja na qual relata a indignação com a qual a matéria foi recebida e cobra providências no sentido de se restabelecer a imagem arranhada. “Não podemos tolerar o descaso que grandes veículos de comunicação às vezes têm por cidades do interior, menosprezando e expondo-as ao ridículo, publicando inverdades, informações sem checar as fontes e causando prejuízos de ordem moral”, justificou o assessor de Comunicação de Iguatemi, Claudinei de Oliveira

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Polícia localiza jovem que estava desaparecida desde quarta-feira
POLÍTICA
'Médico não abandona paciente', diz Mandetta sobre eventual demissão
CAPITAL
Mulher vê filha ser estuprada pelo avô que também a violentou quando criança
COVID-19
Saúde de MS recebe seis mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus
FRONTEIRA
Polícia Militar apreende 327 quilos de maconha em dois veículos
Marie Claire
Ex-BBB20 Felipe Prior é acusado de violentar mulheres, diz revista
SEU BOLSO
Governo antecipa prazo final de saque do abono do PIS-Pasep
JUSTIÇA
Mulher ofendida por rede social será indenizada por dano moral
ESCOLTA
PRF realiza escolta no repatriamento de brasileiros vindos da Bolívia
SAÚDE
Estudantes da UFGD criam site para divulgar dados atualizados da covid-19

Mais Lidas

DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
COVID-19
Dourados tem mais um caso confirmado de coronavírus
DOURADOS
Jovem morre no HU e município pede agilidade no resultado do exame de coronavírus
CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações