sexta, 21 de janeiro de 2022
Dourados
38°max
23°min
Campo Grande
35°max
22°min
Três Lagoas
37°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Homem morto com um tiro na cabeça em Anastácio

11 setembro 2003 - 11h07


Nelson Silvestre, 51 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça ontem à noite em Anastácio, município localizado a 145 quilômetros de Campo Grande. O autor, segundo informações da Polícia Militar, seria Inocêncio Barretos, que fugiu do local do crime está desaparecido. O motivo do homicídio ainda é desconhecido e o caso foi encaminhado à Polícia Civil local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Uniodonto Dourados: O que é a cárie de mamadeira e como tratar?
INFORME PUBLICITÁRIO

Uniodonto Dourados: O que é a cárie de mamadeira e como tratar?

Viver Bem da Unimed atende gestantes com o Gestar Bem
SAÚDE & BEM-ESTAR

Viver Bem da Unimed atende gestantes com o Gestar Bem

We Feel traz o artista Vintage Culture a Dourados e promete animar os amantes da música eletrônica
INFORME PUBLICITÁRIO

We Feel traz o artista Vintage Culture a Dourados e promete animar os amantes da música eletrônica

As verrugas te incomodam? Clínica Cláudia Lino tem técnica que elimina os caroços e manchas
BELEZA E ESTÉTICA

As verrugas te incomodam? Clínica Cláudia Lino tem técnica que elimina os caroços e manchas

Dois são flagrados com droga na PED
DOURADOS

Dois são flagrados com droga na PED

JUDICIÁRIO

Prazos processuais voltam a contar a partir desta sexta-feira

ECONOMIA

UEMS receberá mais de R$14 milhões em investimentos

TRÁFICO

PMR apreende carga de 160 quilos de maconha e 47 quilos de cocaína

PRAZO

Inscrições para concurso do IBGE terminam nesta sexta-feira

GERAL

Contribuintes com débitos na AGEMS podem aderir ao Refis até dia 31

Mais Lidas

REGIÃO

Jovem acusado de assassinar diretor de escola em 2012 troca tiros com a polícia e morre

REGIÃO

Trabalhador morre após sofrer descarga elétrica na BR-463

FRONTEIRA

Líder do PCC que tinha fugido de presídio do Brasil, é preso junto a comparsas no Paraguai

FRONTEIRA

Ostentação levou polícia até professor que faturava alto para guardar drogas