Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Hildebrando Pascoal é condenado a 25 anos de prisão

15 março 2005 - 08h22

O ex-deputado federal Hildebrando Pascoal foi condenado a 25 anos e seis meses de prisão em regime fechado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, formação de quadrilha e por tentar impedir a investigação do Conselho Nacional de Defesa da Pessoa Humana. Os sete jurados, por unanimidade, julgaram que Hildebrando é o mandante do crime que matou o policial civil José Ayala, em Rio Branco (AC), enquanto era deputado estadual. O policial iria prestar depoimento contra ele numa investigação do Conselho Nacional de Defesa da Pessoa Humana. O julgamento de Hildebrando Pascoal, que foi realizado na sede da Justiça Federal em Brasília, começou no dia 8 de março e terminou na madrugada de hoje. Os advogados já apresentaram recurso da sentença.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTRA DATA
Judiciário suspende concurso para juízes leigos na comarca de Jardim
TRÁFICO DE DROGAS
“Negão da Borracharia” é preso com 13 kg de maconha na Capital
AVANÇO DA PANDEMIA
Ministério confirma 58 novas mortes por coronavírus, e total chega a 299
DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
OPERAÇÃO
Polícia identifica criminoso que pretendia praticar roubo milionário em MS
ECONOMIA
Dólar sobe pouco, mas tem novo recorde de fechamento
MATO GROSSO DO SUL
Paulista é flagrado com pescado, barco, motor e petrechos
FRONTEIRA
Ação conjunta fecha 48 comércios e prende uma pessoa em Ponta Porã
SAÚDE
Governo de MS diz ter três desafios diante da pandemia do coronavírus
BRASIL
Laboratórios agropecuários poderão atuar no diagnóstico de covid-19

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações