Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Greve da previdência continua por tempo indeterminado

07 janeiro 2004 - 12h40

De acordo com informações do Diretor da Previdência Social de Dourados, Francisco Carlos Silva, a greve no setor da Perícia Médica, deve continuar por um período indeterminado. Segundo ele, os médicos resolveram parar por falta de incentivos do Governo Federal. Eles alegam que o último concurso público realizado no setor aconteceu á 28 anos. Os médicos também reivindicam um plano de carreira por melhores salários e um futuro tranqüilo. “O que vale anos e anos de estudo se o futuro é incerto”, disse o diretor. Hoje cerca de 100 pessoas são atendidas no período de quatro horas, uma média de 14 pessoas por médico. Com a greve o INSS terá um prejuízo ainda maior. As pessoas que estavam encostadas e deveriam voltar a previdência para a realização de uma nova perícia médica, não devem se preocupar, pois o INSS continuará pagando pelo seu afastamento, com isso, eles terão um prejuízo financeiramente maior por causa dessas pessoas que deveriam voltar a ativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Covid-19: Detran-MS altera calendário de licenciamento de 2020
FUNDERSUL
Contorno rodoviário contempla expansão portuária de Porto Murtinho
DOURADOS
Vítimas foram atingidas com 12 disparos de pistola no Jardim Carisma
TELEVISÃO
Gabi é a décima primeira eliminada do 'BBB20' com 59,61% dos votos
ELEIÇÕES 2020
Partidos que não atingirem quociente podem eleger vereadores
DOURADOS
Secretário propõe Hospital da Mulher e da Criança como referência à Covid-19
MARACAJU
Traficante é flagrando transportando 265 quilos de maconha em veículo
JUSTIÇA
Estudante que perdeu prova seletiva por atraso em voo será indenizado
CORUMBÁ
Homem morre atropelado em rodovia; motorista responsável foge
AVANÇO DO COVID-19
Brasil tem 487 mortos e mais de 11,2 mil casos confirmados de coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior