Menu
Busca sábado, 31 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Governo vai reduzir tráfego em Congonhas

20 julho 2007 - 15h07

O Conselho de Aviação Civil (Conac), órgão da Presidência da República, reuniu-se nesta sexta-feira (20) e decidiu tomar medidas para diminuir o fluxo de tráfego aéreo no Aeroporto de Congonhas (SP). Na terça-feira, ao falhar em pousar no terminal, um avião da TAM colidiu com um edifício da empresa. Até agora, o número de mortos confirmados no acidente é de 189.

Em nota divulgada à imprensa, foi anunciada a redistribuição, em até 60 dias, das autorizações dos horários de transporte para as empresas aéreas no Aeroporto de Congonhas. O objetivo é restringir as operações somente para vôos diretos, de modo que o aeroporto não seja mais ponto de distribuição de conexões e escalas. O Conac também determinou que não seja autorizada a operação de vôos fretados e charters em Congonhas, assim como a redistribuição daqueles já autorizados no passado.

O Conac determinou ainda à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que apresente, dentro de 90 dias, estudos de localização de um terreno adequado para a construção de um novo aeroporto em São Paulo.
O Conac também quer que novos acordos relativos à frequência de vôos internacionais aloquem pontos fora do terminal de São Paulo, e que se busque, também, renegociar os acordos já existentes. O objetivo compatibilizar os acordos com a readequação da malha aérea determinada.

O Conselho de Aviação Civil também decidiu que a Anac deve instituir um "plano permanente" de contingência de aeronaves e tripulação das empresas aéreas. Também determinou que limite a utilização do aeroporto de Congonhas para uso da "aviação geral", restringindo, deste modo, o uso do aeroporto por jatos particulares. Essa "demanda", segundo nota distribuída nesta sexta-feira, será direcionada para outros aeroportos.

A decisão de diminuir o fluxo de aeronaves em Congonhas atende à sugestão de especialistas. Para o professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e presidente da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Transporte Aéreo (SBPTA), Anderson Correia, o aeroporto não é "viável" da forma como opera atualmente. “Se você vai operar para ser o maior da América Latina em número de passageiros e operações, eu digo que não é viável. Agora se você readequar para a vocação dele, aí sim, você pode ter um aeroporto bom”, avaliou nesta semana.

O Conac reuniu-se pela primeira vez em outubro de 2003 e a segunda e última reunião aconteceu em junho de 2007. Presidido pelo ministro da Defesa, Waldir Pires, o Conac é formado pelos ministros Celso Amorim (Relações Exteriores), Guido Mantega (Fazenda), Miguel Jorge (Desenvolvimento), Marta Suplicy (Turismo), Dilma Rousseff (Casa Civil) e pelo comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, além dos presidentes da Infraero e da Anac.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil vence o Egito e está na semifinal do futebol masculino
OLIMPÍADAS
Brasil vence o Egito e está na semifinal do futebol masculino
PONTA PORÃ
Jovem é presa ao ser flagrada com maconha no interior de ônibus 
Premiado em Londres e editado em Dourados, 'Leão do Mar' será exibido neste sábado
CINEMA EM CASA
Premiado em Londres e editado em Dourados, 'Leão do Mar' será exibido neste sábado
Nota MS Premiada será sorteada neste sábado
COMPRAS
Nota MS Premiada será sorteada neste sábado
Motorista morre após colidir com caminhão e capotar veículo em rodovia estadual
NOVA ANDRADINA
Motorista morre após colidir com caminhão e capotar veículo em rodovia estadual
DOURADOS
Hospitais estão com 58 pacientes internados em leitos de UTI
PAGAMENTO
Salários dos servidores estaduais já estão disponíveis para saque
IMUNIZAÇÃO
Pessoas com 20 anos ou mais podem se vacinar em três unidades básicas de saúde
DOURADOS
Traficantes abandonam caminhão com quase 700 quilos de maconha na BR-163
TEMPO
Sábado de sol com aumento de nebulosidade em Dourados

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PARAGUAI
Militares executados na fronteira eram sargentos da FTC
PONTA PORÃ
Bilhete ao lado de corpo esquartejado indica próximos "alvos" de criminosos
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte