Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Governo planeja gastar R$ 6 bi para recuperar 14 mil km de estradas

15 dezembro 2004 - 14h53

 O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, fez hoje, durante audiência pública no Senado, um balanço dos nove meses em que está à frente da pasta e projetou as principais metas dentro do Plano de Restauração e Recuperação das Rodovias Federais para 2005. Para a execução desse trabalho, Nascimento disse que foi enviado um orçamento para o Congresso, "que está sendo votado", no valor de R$ 3,5 bilhões. Ele afirmou também que será enviado ainda um pedido de aditivo até o dia 20 deste mês de mais R$ 2,5 bilhões. "Assim, vamos trabalhar com um orçamento de R$ 6 bilhões no total", assegurou. Em seu histórico, Nascimento lembrou que, tendo por base o orçamento que havia sido aprovado pelo Congresso para o ano de 2004, foi formatada uma retomada na reconstrução da infra-estrutura de estradas do país. "Cabe ao Ministério dos Transpoertes (MT) administrar mais de 70 mil quilômetros de rodovias federais, dos quais 60 mil quilômetros deveriam estar asfaltados", disse o ministro, lembrando que, "desse total, mais de 60% estavam sem condições de boa trafegabilidade". Pelo Plano, até abril de 2005, quando há a coincidência do escoamento da safra agrícola do Centro-Oeste, Sul e Sudeste do país, o MT pretende diminuir os problemas nas estradas que constituem os gargalos a interferir, principalmente, no escoamento de produtos agrícolas para exportação. Dessa forma, até abril, garantiu o ministro, estarão restaurados aproximadamente 7 mil quilômetros das rodovias que estavam danificadas. "Isso vai representar restaurar entre 20 a 25% das rodovias que não estão em boas condições de trafegabilidade", assegurou, ressaltando que "vamos estar trabalhando em todos os estados e em praticamente todas as rodovias federais". A prioridade para esse trabalho foi dada, segundo o ministro Alfredo Nascimento, aos principais troncos rodoviários, responsáveis pelo maior volume de escoamento de produção. "Depois de sanado o problema da dívida de cerca de R$ 1 bilhão com as empreiteiras, referentes aos anos de 2002 e 2003, a situação financeira deste ano está equilibrada", argumentou ele, para quem em 2005, "teremos verdadeiramente uma retomada da infra-estrutura do país". "Estou otimista que vamos conseguir em 2005 recuperar, fazendo restauração e adequação de rodovias, de aproximadamente 14 mil quilômetros de estradas", projetou Nascimento. Na sua opinião, "isso vai ser um salto, porque ao final de 2005 o ministério deverá alcançar "a recuperação e readequação de aproximadamente entre 65 a 75% em todo o país".   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul
PANDEMIA
Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul
Hospital do Coração informa: Câncer de cabeça e pescoço é um dos tumores mais frequentes em homens
INFORME PUBLICITÁRIO
Hospital do Coração informa: Câncer de cabeça e pescoço é um dos tumores mais frequentes em homens
Maior presídio de Mato Grosso do Sul retoma visitas presenciais no sábado
DOURADOS
Maior presídio de Mato Grosso do Sul retoma visitas presenciais no sábado
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
CONTRABANDO
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
INFORME PUBLICITÁRIO
Sofá Inbox tem aquele presentão para o pai que agrada também toda a família; Confira
VERBA
Cultura publica chamamento no valor de R$ 5,3 milhões para Festival
LEGISLATIVO DE MS
Assembleia retorna hoje com sessões e quatro matérias pautadas
AJUDA
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais um grupo
CORGUINHO 
Homem é flagrado cortando orelhas de cães e diz se tratar de 'simpatia'

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS
DOURADOS
Motorista embriagado foge, causa acidente e termina preso