Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Governo Lula tem a pior avaliação desde posse, diz CNT

21 outubro 2003 - 12h37

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve sua pior avaliação desde o início do mandato, em janeiro. Segundo uma pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), realizada em outubro, a avaliação positiva caiu de 48,3%, em agosto, para 41,6%, em outubro. Já a negativa subiu de 10% para 12,3%. O índide de pessoas que consideram o desempenho regular aumentou de 38,6% para 42,3% este mês. A aprovação do desempenho pessoal do presidente também caiu, passando de 76,7% para 70,6%, enquanto a desaprovação subiu de 16,2% em agosto para 20,8%. A pesquisa revela também que a maioria dos entrevistados (81,5%) acredita que os impostos no país são altos e que os recursos não são bem utilizados. Quase metade disse desconhecer a reforma tributária. O desarmamento, que também foi questionado pela pesquisa, é aprovado por 74% das pessoas. Na opinião do presidente da CNT e vice-governador de Minas Gerais, Clésio Andrade (PL), a queda pode ser explicada por um conjunto de fatores, como a demora na aprovação das reformas e uma percepção de que o atual governo pode seguir um caminho muito parecido com o anterior. "A avaliação ainda é alta. Provavelmente esta queda significativa se deve à morosidade das reformas, ao episódio Benedita e também ao fato de que as pessoas já começam a raciocinar em relação ao governo passado e ver que tudo pode ir caminhando para o mesmo lado", disse Andrade. O "episódio Benedita" se refere à viagem à Argentina, com recursos públicos, da ministra da Assistência Social, Benedita da Silva, para participar de um ato religioso, de caráter pessoal. "Há uma tendência de queda, a não ser que haja resposta. A população não vê muitas respostas, como na questão do emprego e a própria recessão", acrescentou Andrade. A margem de erro da pesquisa é de 1 ponto percentual na faixa até 10% e acima de 90%. Na faixa de 10% a 30% e de 70% a 90%, ela é de 2 pontos. De 30% a 70%, a margem é de 3 pontos. O Instituto Sensus entrevistou duas mil pessoas entre os dias 15 e 17 de outubro em 195 municípios das cinco regiões brasileiras.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial de Handebol
IMUNIZAÇÃO
Confira a distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 por município em MS
Brasil tem 1,1 mil mortes por Covid-19 registradas em 24 horas
PANDEMIA
Brasil tem 1,1 mil mortes por Covid-19 registradas em 24 horas
REGIÃO
Homem é preso após descumprir medidas protetivas em Bataguassu
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Maia reafirma preocupação com a compra de vacinas pelo governo
ESPORTES
São Paulo acerta retorno de artilheira do último Brasileirão Feminino
ECONOMIA
Acordos especiais renegociaram R$ 81,9 bi da dívida ativa na pandemia
CRIME ORGANIZADO
Operação cumpre oito mandados em MS e em outros dois estados
SAÚDE
Farmacêuticos e farmácias podem ser estratégicos na vacinação contra a Covid
ECONOMIA
Dólar sobe pela terceira sessão seguida e fecha a R$ 5,34

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163