Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Governo Federal proíbe propaganda dentro de farmácia

18 agosto 2004 - 23h36

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a divulgação no interior das farmácias de imagens e mensagens que caracterizem propaganda de medicamentos. Enquadram-se nessa lista de proibição símbolos, desenhos, logomarcas, slogans, nomes dos fabricantes e outros argumentos de cunho publicitário. A medida tem como objetivo evitar a auto-medicação. A resolução, publicada hoje no Diário Oficial, permite apenas a afixação dos preços de medicamentos nas farmácias. A divulgação deve ser realizada por meio de listas, que poderão ser organizadas em medicamentos da mesma classe terapêutica, nas quais deverão constar nome comercial do produto, denominação do princípio ativo, concentração, preço, apresentação e número de registro dos itens listados. A nova regra para passa a vigorar 30 dias depois da data de publicação. Aos infratores, as multas variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Jovem mata ex-namorado da mãe a facadas após presenciar agressão
SENADO
CPI vai questionar negociações do Itamaraty para garantir cloroquina
ANHANDUÍ
Pedestre morre após ser atropelado por caminhão baú na BR-163
IMUNIZANTES
Saúde receberá 8,2 milhões de doses de vacina até sexta-feira
Homem que abusou da mulher é denunciado por estuprar a filha
FUTEBOL
Costa Rica vence Aquidaunense e retoma a liderança do Estadual
CRIME AMBIENTAL
Animais são abandonados, morrem e mulher é multada em R$ 4 mil
JUSTIÇA
Juiz determina que Carla Zambelli tire vídeo da canção 'Milla' do ar
CAPITAL
Homem morre após cair de três metros ao conferir estoque de loja
TJ/MS
Concurso Extrajudicial terá audiência pública no dia 27 de maio

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
INDÁPOLIS
Homem assassinado em distrito sofreu vários golpes de facão e teve mão decepada
DOURADOS
Juiz manda Câmara exonerar nomeados e realizar novo concurso público