Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
PARCERIA

Governo espera R$ 3,8 bilhões de investimentos com privatização do esgoto em MS

01 fevereiro 2020 - 11h45Por Redação com Portal MS

Mato Grosso do Sul universalizará o esgotamento sanitário em dez anos nos 68 municípios atendidos pela Sanesul (98% de cobertura), com a garantia de um investimento de R$ 3,8 bilhões e uma tarifa sem custo adicional para os usuários desse serviço. Este é um dos pontos relevantes do projeto de Parceria Público-Privado (PPP) apresentado na sexta-feira (31), na Capital, durante audiência publicada promovida pelo Governo do Estado.

Ainda neste semestre a Sanesul realiza a licitação internacional da concessão administrativa do serviço de esgotamento sanitário, pelo prazo de 30 anos, na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), com previsão de assinatura do contrato até o fim do ano. O investimento estimado contempla R$ 1 bilhão em obras de expansão e modernização da rede e R$ 2,8 bilhões na operação e manutenção do sistema, beneficiando 1,7 milhão de habitantes.

“O governador Reinaldo Azambuja, desde o início de seu primeiro mandato, definiu claramente como prioridade atacar um dos maiores problemas do Brasil, o saneamento e esgotamento sanitário. O projeto da PPP consolida todo esse longo processo, hoje amadurecido, que será um marco importante para a melhoria da qualidade vida das pessoas”, afirmou Eduardo Riedel, secretário de Governo e Gestão Estratégica (Segov).

Divisor de águas

Riedel presidiu na manhã desta sexta-feira, no auditório do Crea/MS (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), a apresentação do projeto da PPP, com o objetivo de tornar público e transparente todo o processo e colher contribuições para o aprimoramento do mesmo. O evento reuniu vários segmentos da sociedade organizada, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas e a presença de grupos de investidores interessados na proposta do Estado.

“Sem a participação da iniciativa privada levaríamos 40 anos para atingir a meta de 98% de cobertura do esgotamento sanitário”, destacou o titular da Segov. “Nosso Estado sai na frente em uma agenda que o País deixou de lado, onde se sustentava que o privado não pode investir em serviços públicos. O sucesso da concessão da MS-306 mostrou que estamos no caminho certo e também o apetite do mercado por bons projetos, como este da Sanesul”, completou.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Correa, a PPP do esgoto será um marco divisor em uma área tão essencial para a sociedade, como o saneamento básico, prioridade do atual governo. Também presente ao evento, o prefeito de Bataguassu e presidente da Associação dos Municípios de MS, Pedro Caravina, destacou o compromisso do governador Reinaldo Azambuja com os municípios e os investimentos já realizados pela Sanesul.

Estado pioneiro

Representando o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da ONU, a consultora Maria Tereza Fontes Amaral disse que a proposta apresentada pelo Estado vem ao encontro das metas para 2020/2030 definidas pela agenda global de desenvolvimento, visando garantir infraestrutura básica para as pessoas em todo o mundo. Ela citou as epidemias sem controle e o quanto a falta de saneamento afeta o desenvolvimento humano.

“O projeto da PPP do esgoto vai colocar Mato Grosso do Sul como pioneiro nesse contexto, com a contribuição e avanços do setor privado. O projeto servirá de exemplos para os demais estados e nos sentimos muito orgulhosos de fazer parte dessa iniciativa”, declarou Maria Tereza.

Coordenando os trabalhos de apresentação do projeto, a secretaria especial do Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE), vinculado à Segov, Eliane Detoni, citou as dificuldades históricas do poder público em atender as demandas da população, deixando mais de 100 milhões de brasileiros sem esgoto. “Em se mantendo os investimentos atuais o Governo Federal estima que somente em 2055 o Brasil atingiria a meta da universalização”, citou.

Sanesul investe

Eliane Detoni explicou que o PPP do esgoto garante os requisitos e condições necessárias para atingir os 98% de cobertura de esgoto, com a Sanesul assegurando a gestão comercial e o relacionamento direto com o consumidor na concessão do serviço. Dentre as obras previstas com os investimentos privados, no prazo de dez anos, estão: a implantação de 4.600 km de rede coletora e 380 mil ligações domiciliares e construção de 85 estações de tratamento.

O diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, informou que a empresa executará até 2024 um programa de expansão dos serviços de água e esgoto que “dialogam com o contrato da PPP”. São mais R$ 700 milhões de investimentos em obras, algumas ainda do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e contratos que estão sendo firmados com a Caixa Econômica Federal, para atender os 68 municípios onde a Sanesul tem a concessão.

A consulta pública ao projeto da PPP do esgoto está aberta até o dia 4 de março, com a disponibilização, na íntegra, de todos os documentos nos sites do Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE) e da Sanesul: www.epe.segov.ms.gov.br e www.sanesul.ms.gov.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEDIDAS SANITÁRIAS
Polícia flagra 'algazarra' com adolescentes e bebidas alcoólicas
PANDEMIA
Com novo feriado chegando, Saúde alerta para situação da Covid em MS
BRASIL
Financiamento Estudantil abrirá inscrições para 50 mil vagas remanescentes
DOURADOS
Convênio prevê 60 parcelas de R$ 215 mil para Missão Caiuá
CORUMBÁ
Mulher é autuada por atear fogo em resíduos na região do Pantanal
MATO GROSSO DO SUL
Neno Razuk distribui R$ 1,2 mi em emendas e realiza ações contra a Covid-19 durante a pandemia
FUTEBOL
Com vitórias simples nesta terça, Grêmio e Inter irão às oitavas da Libertadores
É LEI EM MS
Trote vai render multa de R$ 400 em MS
DOURADOS
Prefeitura aciona a Justiça para fazer licitação de R$ 23 milhões barrada pelo TCE
PANDEMIA
MS se aproxima de 69 mil casos de coronavírus e soma 1.293 óbitos

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte