Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221

Governador de Amambay diz que está marcado para morrer

20 dezembro 2003 - 08h14

Eleito com 42 por cento dos votos dos eleitores do Departamento de Amambay, estado paraguaio que faz divisa com o Mato Grosso do Sul, o economista Roberto Azevedo Quevedo de 38 anos, prometeu em campanha jogar duro contra os traficantes que agem na fronteira Brasil/Paraguai.  Eleito pelo Partido Liberal Radical Autentico, Roberto vem cumprindo a risca o que prometeu em palanque e desde agosto quando tomou posse os narcotraficantes não estão tendo trégua por parte das autoridades. Mas o combate ao crime organizado tem custado caro para Quevedo, que hoje conta com a segurança de pelo menos nove agentes especiais que o acompanham vinte e quatro horas por dia.  O governador disse ao O Estado, que as ameaças de morte que sofreu partem principalmente de traficantes brasileiros e que a Polícia Federal já vem investigando as ameaças. “Levo todas as ameaças a sério, sei que os” narcos “não gostam de perder e no momento a união das autoridades dos dois paises estão vencendo a guerra contra eles”. Nascido e criado em Pedro Juan Caballero, Roberto Quevedo, conhece muito bem a realidade local e o poder do tráfico. Roberto disse que vem tendo todo apoio das autoridades paraguaias e mantêm um bom relacionamento com os brasileiros, o que dá a ele alguma segurança. “Eu estou tranqüilo, mas minha mulher e meus filhos acabam sendo refém de uma situação que eles não criaram”.  Depois de vencer a guerra contra o narcotráfico, Quevedo espera poder vencer outro flagelo que assola a fronteira, a falta de emprego que acaba jogando as famílias para a única atividade que garante um pouco de renda, o plantio e o preparo de maconha para a comercialização.  Na quinta-feira Roberto Quevedo participou do encerramento de mais uma Operação Aliança com a participação de forças especais do Brasil e do Paraguai e até arrancou alguns pés de maconha plantada na região do Chiriguello em Pedro Juan Caballero. (Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
Doses não chegam e Dourados inicia semana sem vacinas contra a Influenza
ALIMENTAÇÃO
Maca peruana: o tubérculo dos Andes considerado hoje um "superalimento"
SAÚDE
Você sabe como medir gordura corporal com um adipômetro?
CORONAVÍRUS
Especialista orienta para cuidados respiratórios em meio a pandemia
REGRAS
Twitter apaga post de Bolsonaro em que defende fim do isolamento
TELEVISÃO
Felipe x Manu x Mari vão disputar o décimo Paredão do BBB20
REGIÃO
Governo paga salários de servidores estaduais a partir desta terça-feira
ACIDENTE
Carregada com carne de frango, carreta tomba em rotatória da MS-134
ECONOMIA
Senado vota nesta segunda-feira auxílio de R$ 600 para autônomos e informais
PARANHOS
Jovem é preso na fronteira com tabletes de maconha em moto

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS