Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Gilberto Gil alerta para riscos de livre comércio

12 outubro 2005 - 10h33

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, afirmou hoje que a idéia de livre comércio cultural, defendida pelos Estados Unidos, pode aniquilar as culturas regionais. Ele participou de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores que discutiu a Convenção da Organização das Nações Unidas sobre diversidade cultural.Gil argumentou que a proposta norte-americana pode parecer positiva a princípio, mas a longo prazo o livre comércio poderá uniformizar a cultura, prejudicando a diversidade de manifestaçõesregionais. "As pequenas manifestações culturais, regionais, locais, dos vários países, especialmenteos países mais pobres, essas manifestações são cada vez mais tênues, elas são ofuscadas pelos grandes produtos padronizados, internacionais."A criação de mecanismos que preservem as culturas locais dos padrões impostos pela globalização é um dos objetivos de Conferência da Unesco no próximo mês, quando será aprovado o texto daconvenção sobre diversidade cultural. Com a convenção, a Unesco ganharia sobre a diversidade cultural os mesmo poderes que a Organização Mundial do Comércio (OMC) tem sobre asrelações comerciais, por exemplo. Diálogo de culturasO ministro ressaltou a importância da convenção da ONU e citou, entre os  pontos importantes do texto, as garantias ao direito soberano dos estados de manter e implementar políticas de proteção amanifestações culturais, a consciência do papel da cultura em políticas de desenvolvimento e aimportância do diálogo entre as culturas. Gilberto Gil lembrou que a cultura é a área da indústria que mais cresce e emprega no mundo e as estimativas são que os negócios relacionados à culturarepresentem neste ano cerca de US$ 1,3 trilhão (cerca de R$ 4,2 trilhões). Exportação de culturaO presidente da Comissão de Relações Exteriores, deputado Aroldo Cedraz (PFL-BA), afirmou que a audiência com Gilberto Gil teve como objetivo trabalhar a idéia de que o Brasil pode exportarcultura. "Na área de serviços culturais, nós temos muito a exportar. Porque nós temos quantidade,diversidade, qualidade, e eu espero que isso possa marcar definitivamente essa inovação, essa renovação da pauta de exportações do Brasil com a área de serviços, principalmente na área cultural." >

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
CORONAVÍRUS
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
INFRAESTRUTURA
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
Motorista atropela e mata atual marido da ex e deixa bebê em estado grave
UEMS
Divulgado resultado preliminar para seleção de tutores e professores 
BRASIL
Anvisa diz que prazo para liberar vacinas tem a ver com documentação
COSTA RICA
Moto furtada é encontrada abandonada
DOURADOS
Homem tenta furtar fios de residência, é detido por populares e preso
ESTÉTICA
5 novos cosméticos para ficar de olho
NAVIRAÍ
Polícia Civil incinera mais de 1,2 tonelada de drogas
ECONOMIA
Preço da carne muda hábitos dos brasileiros

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados