Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Gerente de gás da Petrobras descarta aumento de preços

03 maio 2006 - 13h19

O gerente-executivo de operações e participações da área de gás e energia da Petrobras, José Maria Carvalho, descartou a possibilidade de corte de fornecimento no gás da Bolívia para o Brasil e aumento do preço do produto. "Essa é uma situação momentânea. Acreditamos que seja um ato político que vai ser resolvido", disse ele sobre a decisão do governo boliviano de nacionalizar as suas reservas de gás. José Maria ressaltou que a Petrobras está buscando uma negociação com o país vizinho para que não haja rompimento do contrato com a empresa, que vai até 2019. De acordo com ele, se for necessário, existem alternativas no Brasil em substituição ao gás natural, o que amenizaria um problema de oferta. Ele citou como exemplos o GLP e o óleo combustível. "No momento, a direção da Petrobras, o Ministério de Minas e Energia e outros representantes do governo estão discutindo a questão [da Bolívia]", disse, após participar do evento na Firjan (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), no qual a Petrobras recebeu a certificação ISO 10012 na área de gás e energia. "É o coroamento de um processo de melhoria da qualidade da companhia. Essa é a primeira certificação do tipo no Brasil e na América Latina. Ela assegura a confiabilidade metrológica do nosso produto. É um impulso que nos ajudará a percorrer uma longa jornada e atender os requisitos dos nossos clientes". O executivo afirmou ainda que a certificação ISO 10012 vai reforçar até mesmo os "termos de negociação com a Bolívia. As certiticações da Petrobras atestam a qualidade durante todo o processo do trabalho".  

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL: Mortes por covid-19 somam 487,4 mil e casos chegam a 17,4 milhões
PANDEMIA
BRASIL: Mortes por covid-19 somam 487,4 mil e casos chegam a 17,4 milhões
Athletico Paranaense ganha do Grêmio em Porto Alegre e segue 100%
ESPORTE
Athletico Paranaense ganha do Grêmio em Porto Alegre e segue 100%
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
INTERNACIONAL
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
Com 52% dos votos, Vanda Camilo é eleita prefeita de Sidrolândia
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR
Com 52% dos votos, Vanda Camilo é eleita prefeita de Sidrolândia
Judô: Brasil bate Rússia e fatura o bronze por equipes no Mundial
ESPORTE
Judô: Brasil bate Rússia e fatura o bronze por equipes no Mundial
ESPORTE
Brasil fecha o Pan de ginástica de trampolim com mais dois ouros
LEITOS UTI COVID
Covid-19: Dourados transfere mais 2 pacientes para SP
CAMPO GRANDE
Pelo segundo ano consecutivo, bolo de 'santo casamenteiro' é vendido em pote e por drive-thru
COVID-19
Fila por leitos de UTI Covid volta a crescer em Dourados
PESQUISA
Primeira infância: família de classe D sofre mais impacto na pandemia

Mais Lidas

FLEXIBILIZAÇÃO
Decreto que libera atividades comerciais a partir de domingo é publicado
EMOCIONATE
VIDEO: Recuperada da Covid-19, douradense é recebida pela mãe em Rondônia
LOCKDOWN
Decreto flexibiliza atendimento via delivery no Dia dos Namorados em Dourados
LOCKDOWN
Fiscalização encontra funcionários dentro de filial das Casas Bahia em Dourados