Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Gerência de Meio Ambiente da Sanesul traça diretrizes para 2008

02 abril 2008 - 13h41

A Gerência de Meio Ambiente e Ação Social (Gemam) da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), fez a apresentação das diretrizes ambientais que devem nortear todas as áreas da empresa na terça, 1, para a Diretoria.

O gerente José Carlos Queiroz apresentou um diagnóstico das estações de tratamento de água e de esgoto, das captações tubulares e superficiais da Sanesul, na ótica do licenciamento ambiental.

Queiroz apresentou uma proposta de política ambiental para a empresa, que irá acompanhar o planejamento estratégico da Sanesul, composta por sete diretrizes, entre as quais desenvolver atividades atendendo à legislação e às normas ambientais relativas à preservação do meio ambiente, e ampliar a participação institucional nos órgãos colegiados federais, estaduais e municipais, detentores de responsabilidades da gestão ambiental, melhorando a representatividade da Sanesul.

Outra diretriz versa promover e manter, de forma constante, o Programa de Educação Ambiental e Social. Além disso, aperfeiçoar continuamente os processos de elaboração de projetos e operação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário de forma a garantir a conservação ambiental.

Promover campanhas internas e externas de conscientização, por meio de seminários, reuniões e trabalhos de parceria, elevando o engajamento nas questões de sustentabilidade ambiental dos negócios da Sanesul é outra diretriz.

De acordo com o gerente, a sexta diretriz estabelece a promoção de um programa de ações ambiental para proteção e/ou recuperação dos mananciais superficiais utilizados para abastecimento público a fim de garantir a qualidade da água e quantidade a gerações futuras. E a sétima atenta para a promoção da administração, proteção e conservação da exploração dos mananciais subterrâneos de forma a garantir uso sustentável

Durante a reunião, foi apresentado o termo de cooperação técnica que a Gemam pretende estabelecer com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), a fim de diagnosticar e avaliar a qualidade ambiental e fazer um estudo das características da micro-bacia hidrográfica do córrego Tijuri, em Sete Quedas (452 km da Capital).

A respeito da política de educação ambiental, Queiroz apresentou os macro-projetos da gerência, que são a aquisição de uma unidade móvel equipada para levar a educação ambiental a todas as unidades da Sanesul, e a viabilização de espaços nas estações de tratamento da Sanesul para serem utilizados para educação ambiental. Além disso, a Gemam pretende estender a todas as gerências as discussões no campo ambiental, para que a empresa esteja em sintonia nessas questões, por meio de seminários internos.

O gerente sugeriu, ainda, a participação de técnicos da empresa na câmara técnica da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais (Aesbe) e dos conselhos municipais de meio ambiente.

Em seu comentário a respeito da apresentação da Gemam, o diretor-presidente José Carlos Barbosa solicitou que a Sanesul seja mais pró-ativa na questão ambiental, preparando-se, de antemão, para responder com base jurídica a qualquer indagação dos órgãos que gerenciam a questão ambiental.

“Com a criação da Gemam, que foi uma ação estratégica da Diretoria, a Sanesul passa a ter uma área responsável pela questão ambiental, e que terá condições de buscar junto aos órgãos do governo e junto às grandes companhias de abastecimento, parcerias que venham somar, para que possamos encontrar alternativas viáveis para a realidade de Mato Grosso do Sul”, definiu o presidente.

Participaram da apresentação gerencial o diretor-presidente José Carlos Barbosa, a diretora de administração e finanças, Eloir Ávila, o diretor-técnico Victor Yazbek, os assessores Edgar Bento e Miguel Chaparro, os gerentes José Roberto Cardoso, Tânia Marchesi e André Soukef, o consultor jurídico Silvio Barbeta, os engenheiros Marcos Ramalho, Tiago Pereira e Nereu Fontes, e a supervisora de comunicação Adriana Viana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia