Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Geraldo quer revogação de decreto que prejudica taxistas

17 fevereiro 2011 - 17h21

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) está reiterando ao Governo do Estado, solicitação já feita nos meses de maio e outubro de 2010: a alteração do decreto n.º 9.234, de 12 de novembro de 1998, assinado pelo então ex-governador Wilson Barbosa Martins, que limita a atuação dos taxistas em todo o Mato Grosso do Sul.

O decreto proíbe o trânsito de táxis, fora dos limites dos municípios sedes da autorização do serviço, impedindo os profissionais de fazerem o transporte intermunicipal de passageiros. Conforme o deputado, a regulamentação tem atrapalhado a atuação da categoria, principalmente daqueles profissionais que atuam nos municípios turísticos do Estado, onde a procura pelas corridas intermunicipais é grande devido à grande concentração de visitantes.

No ofício de maio do ano passado, Geraldo Resende afirmou que “tendo em conta a extensa região do turismo ecológico nos municípios da Serra da Bodoquena e superfícies do Pantanal, entendo tratar-se de reivindicação oportuna, uma vez que o deslocamento dos visitantes demanda presteza e
agilidade para acessar os pontos turísticos desta região, e o uso de táxis flexibiliza em muito esta atividade”.

Em outubro de 2010, em outro ofício, o parlamentar reafirmou o pedido. “Venho juntar meu apoio à postulação do Sindicato dos Taxistas de Aquidauana, dirigida a Vossa Excelência em 12/03/2010, bem como dos representantes desta categoria, em outros municípios do Estado”, ressaltou.

De acordo com Geraldo Resende, a permissão para que os taxistas possam transportar passageiros de um município para o outro será um estímulo ao setor do turismo, além de ampliar a capacidade de trabalho dos taxistas. “Por isso, estamos sugerindo ao Governador André Puccinelli a revisão desse decreto”.

Segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas de Aquidauana e Anastácio, Nei Martins, o apoio do deputado Geraldo Resende a esta reivindicação é muito importante. “Em recente reunião, o governador André pediu para que em 90 dias apresentássemos um estudo sobre a nossa reivindicação e tenho certeza que a articulação do deputado Geraldo Resende vai pesar na decisão
que o governo vai tomar nos próximos dias”.

Nei Martins explica que a proibição estabelecida pelo decreto está inviabilizando o setor. “Se uma pessoa quiser ir de táxi, de Aquidauana a Campo Grande, somente poderá ser transportada até a ponte de Anastácio. Em Anastácio, o passageiro terá que pegar outro táxi; o taxista de Anastácio,
por sua vez, pode transportar o cliente somente até a divisa com Dois Irmãos do Buriti, e assim por diante”, explica.

Salientando que o pedido não é para que taxistas de um município atuem em outro, o presidente do Sindicato dos Taxistas de Dourados e Região, Vanderlei Pereira Barros também defende a alteração do decreto. “Sofremos uma limitação inexplicável ao exercício da profissão, que traz prejuízos à
nossa atividade e à economia do Estado”, conclui.





Deixe seu Comentário

Leia Também

Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
POLÍTICA
Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
EMPREGO
Marinha abre concursos para 26 vagas, com remuneração de R$ 9 mil
Agehab realiza primeira entrega de agasalhos em Dourados 
SOLIDARIEDADE
Agehab realiza primeira entrega de agasalhos em Dourados 
SENADO
CPI ouve hoje Ernesto Araújo sobre críticas à China e cloroquina
Traficantes atacam policiais a tiros e acabam presos com 1,5 t de maconha
FRONTEIRA
Traficantes atacam policiais a tiros e acabam presos com 1,5 t de maconha
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho

Mais Lidas

POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
CLIMA
Frio mais intenso do ano é previsto para esta semana em Dourados
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
FEMINICÍDIO
Mulher é encontrada morta com golpe de faca no pescoço na região do João Paulo II