Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Geraldo quer providências para a questão dos transplantes em MS

05 fevereiro 2010 - 15h23

O deputado federal Geraldo Resende disse que ficou estarrecido ao ler na imprensa informações sobre o não funcionamento da Central de Transplantes de Mato Grosso do Sul. De acordo com matérias de jornais de Dourados e de Campo Grande, há cinco meses a Santa Casa suspendeu as cirurgias, obrigando 330 renais crônicos de MS a aguardar na fila de espera. O parlamentar disse que vai atuar, tanto em Brasília quanto em Mato Grosso do Sul, para articular, com as autoridades responsáveis, uma solução para o problema.
Geraldo afirma ter constatado que Mato Grosso do Sul regrediu neste quesito da saúde pública. “Quando fui secretário estadual de Saúde Mato Grosso do Sul conquistou, na época, a segunda posição em número de cirurgias de rins no País (por milhão de habitantes). Agora, o Estado despencou para a sexta colocação”.
De acordo com a imprensa, no ano passado, até outubro, a Santa Casa de Campo Grande fez apenas 14 procedimentos dessa natureza, enquanto que em 2001, quando Geraldo foi titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES) foram realizados no Estado 113 transplantes, sendo 46 de rim, 4 de coração, 62 de córnea e 1 de válvula cardíaca.
Para Geraldo Resende, a situação atual não pode continuar. Ele lembra que o transplante é uma terapia consolidada no mundo inteiro e possibilita importante sobrevida e reabilitação, a longo prazo, a pacientes que, de outra forma, não teriam esperança de cura. “Como médico e atual membro da Frente Parlamentar da Saúde vou envidar todos os esforços e articular, tanto em Brasília quanto em Mato Grosso do Sul, para que possamos encontrar a solução para esses problemas”, acrescenta.
Geraldo disse que ficou triste com as informações que leu nos jornais desta sexta-feira. “Nós que lutamos pela vida, que estamos diariamente na Câmara Federal em busca de recursos para a melhoria da saúde pública no país e em particular em nosso Estado, não podemos ficar inertes diante desse quadro”, afirmou.
O parlamentar finaliza, registrando que, em sua opinião “a imprensa exerce papel fundamental ao levantar questões como essas e levá-las ao conhecimento público. Desta forma, as autoridades são alertadas e cobradas e daí podem advir as soluções”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SETE QUEDAS
Polícia apreende quase 400 kg de maconha sendo trasportada em carro
PRF
Caminhonete roubada após sequestro teria Dourados como destino
BRASIL
Captação da poupança bate recorde em maio
LEGISLATIVO
Sancionada lei que define 12 de novembro como o Dia do Pantanal
ARTIGO
Amor e harmonia na pandemia, o desafio!
PANDEMIA
Onze dias após 'bater' mil casos de coronavírus, MS deve dobrar número
CONTRABANDO
Veículo abarrotado de cigarros é apreendido em barreira policial
OPERAÇÃO TNT
Investigação teve início após PRF desconfiar de valores superfaturados de máscaras
DOURADOS
Após apelo de Reinaldo, Geraldo Resende permanece no governo
DOUTORADO
Prêmio Capes de Tese registra recorde de inscrições

Mais Lidas

EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
TRÁFICO DE DROGAS
Casal é preso após entreposto da droga ser fechado em Dourados