Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Geraldo quer mais recursos para BR-163, faltam R$ 20,7 milhões

26 março 2008 - 07h01

Mesmo com as obras na Rodovia BR-163 em Dourados ainda no início, o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) já está trabalhando para conseguir o restante dos recursos necessários para a conclusão do projeto, que prevê a duplicação do trecho entre a Embrapa e o distrito de Vila Vargas.
 

 
Na semana passada, antes mesmo do lançamento da obra ocorrido segunda-feira (25), o parlamentar manteve conversações com o diretor geral do DNIT, Luiz Antonio Pagot, e com o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, falando da importância do projeto e da necessidade de mais recursos.
 

 
Segundo Geraldo, os valores empenhados no final do ano passado (R$ 12,170 milhões) irão possibilitar apenas a continuidade das obras e a conclusão de parte considerável do projeto. O parlamentar disse que tanto o ministro Múcio quanto o diretor Luiz Pagot demonstraram interesse em criar as condições para que a obra seja concluída em sua totalidade.
 

 
“Relatamos o histórico dessa luta, que já data de cerca de dez anos e a necessidade de garantir segurança aos motoristas oriundos das regiões norte e sul do país bem como aos moradores do Parque das Nações I e II, já que a BR-163 passa no perímetro urbano do município e eles se mostraram sensíveis”, garante o parlamentar.
 

 
Histórico
 

 
Na solenidade que marcou o reinício das obras, Geraldo fez um breve histórico da luta, e lembrou que o projeto,  paralisado há mais de oito anos, marca um trabalho iniciado pelo ex-deputado federal Marçal Filho (PMDB).
 

 
O parlamentar explicou o projeto somente está sendo retomado porque ele conseguiu viabilizar, no Orçamento Geral da União de 2007, uma emenda de bancada de R$ 28 milhões, das quais, conseguiu o empenho de R$ 7,1270 milhões. O deputado Vander Loubet (PT) e o senador Delcídio do Amaral, por sua vez, empenharam outros R$ 5 milhões.
 

 
Geraldo explica, porém, que para concluir o trajeto da Embrapa até a Marcelino, serão necessários R$ 15.599.215,53. Para o percurso de Vila Vargas até a Vila São Pedro, deverão ser viabilizados outros R$ 5.113.499,00, totalizando a necessidade de empenhar mais R$ 20,7 milhões.
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia