quinta, 20 de junho de 2024
Dourados
31ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Geraldo critica preconceito contra paraguaios e bolivianos

01 novembro 2004 - 12h06

A operação SUS-Brasil, desencadeada em Mato Grosso do Sul, é preconceituosa contra os paraguaios e bolivianos residentes na área de fronteira. A opinião é do deputado federal Geraldo Resende (PPS-MS), que critica o uso de força policial para coibir o atendimento prestado pelo SUS aos estrangeiros que procuram hospitais do lado brasileiro.Segundo o parlamentar, o Brasil já perdoou dívidas de países africanos; está ajudando a enfrentar a praga do gafanhoto em Moçambique; enviou força de paz, medicamentos e alimentos ao Haiti; e aprovou recentemente, na Câmara Federal, o envio de 500 mil doses de vacinas para combater a febre aftosa no Paraguai, entre outras ações que “caminham no sentido de nos consolidar como uma nação solidária e fraterna”.No entanto, afirma Geraldo Resende, a operação SUS-Brasil vai na contramão dessa estratégia, representando uma espécie de preconceito contra os paraguaios e bolivianos. “Será que temos dinheiro para ajudar na sanidade animal e não temos para cuidar da saúde desses irmãos que procuram os hospitais brasileiros?”, questiona.Para o deputado, a alegação de que o atendimento aos moradores da fronteira entre o Brasil, Paraguai e Bolívia consome R$ 10 milhões/ano do SUS não justifica a operação SUS-Brasil. “A Lei do Rateio, que é inconstitucional e está sendo questionada pela Procuradoria Geral da República com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, já desviou cerca de R$ 110 milhões desde 2002 da saúde. Portanto, o foco da discussão deve ser outro”.O parlamentar defende, no entanto, que haja uma forma de compensação aos municípios de fronteira, além de Campo Grande e Dourados, no custeio dos gastos efetuados no atendimento em saúde aos estrangeiros que moram nessa região. Mas isso, afirma, deve ser discutido pelos governos dos países envolvidos, envolvendo todos os países que fazem fronteira com o Brasil da faixa que vai do Rio Grande do Sul à Roraima.“A suspensão imediata do atendimento é uma atitude desumana. Se isso continuar, quem será responsável pelas mortes de crianças, gestantes, idosos e outras pessoas residentes nessa região de fronteira que certamente irão acontecer?”, pergunta o deputado. Para ele, a utilização da Polícia Federal nessa operação “deve ter partido de algum burocrata que não conhece a realidade dessa faixa fronteiriça”.Segundo Geraldo Resende, a Polícia Federal, que possui homens capacitados para combater o tráfico de drogas, a lavagem de divisas, o contrabando e outros crimes “está sendo utilizada indevidamente para prender pessoas doentes através da operação SUS-Brasil, que para nós é desumana, perversa e preconceituosa”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Carga de cocaína avaliada em R$ 11 milhões é apreendida em Dourados
POLÍCIA

Carga de cocaína avaliada em R$ 11 milhões é apreendida em Dourados

Mulher é presa após despachar droga por transportadora em Dourados
POLÍCIA

Mulher é presa após despachar droga por transportadora em Dourados

Sicredi Centro-Sul MS/BA finaliza Encontros de Coordenadores de Núcleo 
COOPERATIVISMO

Sicredi Centro-Sul MS/BA finaliza Encontros de Coordenadores de Núcleo 

TCE-MS encaminha à Alems projeto para atender demandas da estrutura organizacional
CONTAS PÚBLICAS

TCE-MS encaminha à Alems projeto para atender demandas da estrutura organizacional

Homem é preso com drogas em veículo na BR-262
REGIÃO

Homem é preso com drogas em veículo na BR-262

É LEI

Sancionada lei de Juscelino que proíbe 'linguagem neutra' em escolas públicas e privadas de Dourados

RECOMENDAÇÃO

MPF recomenda anulação de processo de Conselho de Fisioterapia de MS

REGIÃO

Passageiro de ônibus é flagrado com vários pacotes de skunk na MS-164

PROJETO

Comissão aprova projeto que obriga aplicativo de transporte a pagar seguros

EXPORTAÇÃO

Brasil comemora abertura de mercado nos Estados Unidos para óleo de cozinha usado

Mais Lidas

TEMPO

Meteorologia aponta inverno dos 'extremos' com geada e onda de calor em MS

INFORME PUBLICITÁRIO

Escola de Dourados conquista o 1° lugar do estado no Enem e a 2ª melhor colocação do Brasil

DOURADOS

Exército diz que pista do Aeroporto será entregue até 30 de junho

CENTRO DE CONVENÇÕES

Festa Junina de Dourados começa nesta semana com shows nacionais e regionais