Menu
Busca sexta, 26 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Geada na madrugada de ontem provocou perda em Ponta Porã

14 junho 2004 - 08h50

Uma geada, resultado da alta umidade do ar associada a temperatura baixa, na casa de 3ºC, afetou as lavouras de milho e trigo da região de Ponta Porã. O presidente da Apea (Associação Ponta-Poranense de Engenheiros Agrônomos), Airton Francisco de Jesus, afirma que ainda não é possível mensurar as perdas, mas garante que elas ocorreram e que devem castigar especialmente o milho, que é uma cultura mais frágil. O levantamento de perdas, explica, demora de três a quatro dias. “Depende da intensidade e da localização. Em lugares mais baixos, como é o caso de Ponta Porã, os estragos são maiores”, observa. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Foragido, pai que estuprou a própria filha em São Paulo é preso em MS
AJUDA
Bolsonaro fala em pagar 4 parcelas de R$ 250 de auxílio emergencial
BATAGUASSU
Usando nome falso há 12 anos, homem foge da policia e até registra filha
FUTEBOL
Fundesporte e Federação assinam repasse de R$ 820,9 mil para o Estadual 2021
Golpistas pedem dados de idosa para simular empréstimo e 'limpam' a conta dela
VACINA
Ministério assina acordo para comprar 20 milhões de doses da Covaxin
CAMPO GRANDE
Idoso fica em porta-malas por mais de meia hora durante roubo de carro
ECONOMIA
Nova linha de crédito imobiliário da Caixa tem juros atrelados à poupança
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro é multado em R$ 19 mil por desmatamento de bioma protegido
PROTESTO
Servidores públicos realizam ação contra a PEC Emergencial em Dourados

Mais Lidas

POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
PERIMETRAL NORTE
Carro é destruído pelo fogo após acidente em Dourados; veja o vídeo