Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Garoto mata ex-namorada e diz que cansou de assédio

22 janeiro 2010 - 11h11

Um adolescente de 16 anos matou a ex-namorada, Eloísa de Oliveira Costa, 16 anos, em Nova Andradina com quatro tiros, na noite de ontem. À polícia, ele disse que estava cansado do assédio da garota, com a qual havia rompido relacionamento e que queria reatar.

Eloísa foi atingida com um tiro no braço e três na altura do tórax, segundo o site Nova News. A arma usada pelo adolescente, um revolver calibre 22, foi apreendida. O garoto já tinha passagens pela polícia. Os dois moravam no mesmo bairro, o Santo Antônio, na periferia da cidade.

Além da morte de Eloísa, a família da adolescente viveu outro drama. Como o médico legista de Nova Andradina está de férias o corpo precisa ser trasladado para Naviraí, para autópsia no IML (Instituto Médico Legal).

Deixe seu Comentário

Leia Também

DURANTE A PANDEMIA
Saiba quais foram as maiores lives musicais realizadas na internet
SOLIDARIEDADE
Ação de ONG leva roupas e itens de higiene para famílias de Campo Grande
BRASIL
Parques e igrejas de maior porte reabrem no DF na quarta-feira
CORRIDA ESPACIAL
SpaceX e Nasa lançam foguete com astronautas nos EUA
BRASIL
Cidade de São Paulo prorroga quarentena até 15 de junho
"RAÍZES"
Documentário sobre sacis filmado em MS tem estreia online em junho
EM MIRANDA
Mulher é estuprada após ser levada para quintal de residência
REDES SOCIAIS
Bolsonaro tira fotos sem máscara após ir a lanchonete em Goiás
NA CAPITAL
Criança fica ferida ao ser atropelada por moto em avenida de Campo Grande
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
EUA anunciam mais US$ 6 mi para ajudar Brasil no combate à pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos