Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Funcionários da Cesp páram atividades

04 maio 2006 - 13h12

Cerca de 300 funcionários da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) estão neste momento em greve à frente da porta de entrada da Usina Hidrelétrica Engenheiro Souza Dias (Jupiá). A paralisação começou desde ontem. Os funcionários reivindicam a divisão dos lucros da empresa entre eles.De acordo com o comando de greve, a quantidade de trabalhadores parados correspondem à 90% do quadro efetivo da Cesp. Caso os funcionários não voltem ao trabalho, atividades como eclusagem, manutenção, escritório, patrimônio e meio ambiente poderão ser paralizadas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ORDEM DO DIA
Aprovada prorrogação de calamidade pública em São Gabriel do Oeste
Operação contra o tráfico termina com seis pessoas conduzidas à delegacia
NARCO BRASIL
Operação contra o tráfico termina com seis pessoas conduzidas à delegacia
Os 10 carros eletrificados mais baratos do Brasil
VEÍCULOS MS
Os 10 carros eletrificados mais baratos do Brasil
Com doses da Janssen, MS vai fazer estudo de vacinação em massa na fronteira
COVID-19
Com doses da Janssen, MS vai fazer estudo de vacinação em massa na fronteira
Estilo industrial: inspirações bem modernas para repaginar o lar
ARQUITETURA E DESIGN
Estilo industrial: inspirações bem modernas para repaginar o lar
DEODÁPOLIS
Morto em confronto com a polícia durante operação tinha 18 anos
COMER BEM
3 sopas saborosas para aliviar o frio
BELEZA & ESTÉTICA
Mentoplastia é procedimento para remodelar o queixo; Veja
CLIMA
Dourados segue em alerta para perigo de tempestade, segundo o Inmet
DOURADOS
Prefeitura multa empresas em R$ 300 mil por 'bagunça' em licitação de cestas básicas

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide