Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Funai alerta sobre os riscos de confronto armado em Japorã

07 janeiro 2004 - 09h38

O Administrador Regional da Funai em Amambai, Willian Rodrigues, alertou, durante à tarde de ontem, sobre os riscos de confrontos armados entre fazendeiros e indígenas na região de Japorã.Segundo Willian, a Funai teria recebido informações que grupos de fazendeiros, descontentes com a onda de invasões de fazendas, estariam se preparando para empregar a força para evitar a invasão de novas propriedades na região da Aldeia Porto Lindo, onde os indígenas já estão ocupando pelo menos quatro propriedades rurais e ameaçam invadir novas fazendas a qualquer momento.“O clima está muito tenso e os riscos de um confronto armado entre fazendeiros e indígenas está eminente”, disse  Willian, ao informar que as informações dão conta que alguns indígenas estariam de posse de armas de fogo e prontos para reagir mediante um avanço dos proprietários rurais. Segundo Willian até a Polícia Federal estaria procurando não se envolver diretamente no caso, ao relatar que só atuará de forma mais intensa nas negociações com os indígenas caso houver determinação judicial. “A situação saiu do meu controle. Já informei a direção da Funai em Brasília sobre a situação e pedi que mandassem alguém para cá, com o máximo de urgência, para tentar buscar uma saída para o problema antes que uma tragédia aconteça”, disse o Administrador Regional.Pelo menos três confrontos entre fazendeiros e indígenas, durante invasões de propriedades, já foram registrados no conesul do Estado nos últimos tempos. Em 2000 cerca de 60 famílias indígenas foram expulsas, à força, sob miras de arma de fogo, por fazendeiros na região denominada “Sombrerito” no município de Sete Quedas. Em Amambai, após uma ocupação na região denominada “Cajary”, às margens da Rodovia MS 156, trecho que liga Amambai a Tacuru, a 25 quilômetros de Amambai, um grupo de cerca de 70 indígenas da etnia Guarani Caiowá, foram expulsos à bala, durante uma nova tentativa de invasão da área e o confronto resultou na morte de um silvícola. Segundo a Funai o caso mais recente envolvendo confronto entre fazendeiros e indígenas na região, aconteceu no ano passado, na localidade denominada “Mabaracaí” em Iguatemi, quando cerca de 60 indígenas teriam tentado ocupar uma propriedade rural e teriam sido retirados sob mira de armas de fogo pelos fazendeiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AJUDA DO GOVERNO
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 5
Operação desarticula quadrilha que fornecia drogas do MS para capitais do Brasil
DOURADOS
Operação desarticula quadrilha que fornecia drogas do MS para capitais do Brasil
'Cassems Itinerante' leva atendimento com especialistas ao interior
SAÚDE
'Cassems Itinerante' leva atendimento com especialistas ao interior
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
LOTERIA
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
Tribunal determina perícia para encontrar 61 hectares da Reserva Indígena
DOURADOS
Tribunal determina perícia para encontrar 61 hectares da Reserva Indígena
TV DOURADOS NEWS
Diretor da Aced fala do encontro com a prefeitura, entidades e empresários sobre ''acessibilidade''
MATRÍCULA
UFGD convoca aprovados em 2ª chamada no Vestibular da EAD
PONTA PORÃ
Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio
POLÍTICA
Nelsinho Trad destaca que Dourados recebeu R$ 20,8 milhões da União
ECONOMIA
Leilão do Detran com 180 veículos para circulação encerra nesta sexta

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras