Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Funai ainda aguarda ida de indigenista para Amambai

05 janeiro 2004 - 10h53

A Funai (Fundação Nacional do Índio) em Brasília ainda não confirmou o envio a Mato Grosso do Sul do indigenista Cláudio Romero e uma equipe de técnicos para negociar a saída dos índios guarani, que desde o dia 23 de dezembro ocupam fazendas na região de Amambai, a 390 quilômetros de Campo Grande. O administrador da Funai em Amambai, Wilian Rodrigues, disse que a presença de Romero foi um pedido dos próprios indígenas. A solicitação foi encaminhada à sede nacional do órgão na semana passada, mas, até agora, não houve resposta. Rodrigues explica que Romero é uma pessoa conhecida entre a comunidade guarani e pode conseguir dar fim ao conflito envolvendo índios e fazendeiros na região sul de Mato Grosso do Sul. A confirmação da vinda dele ao Estado pode ser confirmada ainda nesta manhã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Supermercado deve indenizar consumidor acusado indevidamente de furto
BRASIL
Dólar fecha em alta em dia negativo para moedas emergentes e vai a R$ 5,46
DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
JARDIM ÁGUA BOA
Jovem é flagrado empinando moto, tenta fugir e é preso pela Guarda
DOURADOS
Litro da gasolina se mantém estável na semana depois de disparada de preço
MATO GROSSO DO SUL
Disk covid coronavírus conta agora com um número único para todo o Estado
PANDEMIA
Após pico em junho, Dourados tem queda na média de novos casos de Covid-19
LOTERIAS
Apostas da Lotofácil da Independência começam hoje
PANDEMIA
Depois de passar pelo Centro, orientações ao comércio serão realizadas em outras regiões
FRONTEIRA
Homem é executado em Pedro Juan e corpo jogado em terreno

Mais Lidas

DOURADOS
Homicídio ocorreu após madrugada de farra e confusões na Jaguapiru
REGIÃO
Professora morre ao ter moto atingida por carro
PANDEMIA
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
DOURADOS
Acidente entre carro e moto deixa homem em estado gravíssimo