Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Friogorífico pretende investir R$ 20 milhões em Antônio João

03 outubro 2005 - 17h56

O governador Zeca do PT garantiu ao prefeito de Antônio João, Junei Marques (PDT) e ao empresário e pecuarista Édio Nogueira, diretor-presidente da Agropecuária Rio de Areia, que vai dar todo apoio necessário para a construção de um frigorífico no município. Zeca do PT foi à Fazenda Itaguassu na semana passada para conhecer o empreendimento da Rio de Areia, o sistema de confinamento e a fábrica de ração da propriedade, como informa o Conesulnews.Acompanhado do prefeito de Antônio João, da primeira-dama Gilda Maria Gomes dos Santos, do deputado estadual Antônio Carlos Arroyo e comitiva, o governador percorreu parte da fazenda para ter uma idéia do tamanho do investimento que está sendo feito na propriedade e também visitou a fábrica de ração construída no local.A Fazenda Itaguassu, localizada a sete quilômetros da cidade, possui um dos maiores confinamentos de bovinos em atividade no Estado, onde já foram gastos cerca de R$ 5 milhões com currais, sistema de distribuição de água e a fábrica de ração. A Agropecuária Rio de Areia pretende investir R$ 20 milhões no município. Zeca do PT elogiou o projeto e disse que dará apoio.Édio Nogueira, que acompanhou o governador e o prefeito na fazenda, explicando o sistema de funcionamento da propriedade, disse ter ficado feliz e honrado com a visita do governador, ponderando que a participação do Governo do Estado pode acelerar a implantação do projeto. “Mostramos ao governador o nosso potencial econômico e ao mesmo tempo a possibilidade de investimentos”, frisou.Com espaço para 10 mil cabeças, hoje a fazenda já conta com um rebanho confinado de 6,5 mil reses e tem capacidade para fornecer até 400 cabeças por dia para abate. A intenção, segundo Édio Nogueira, é abater o próprio rebanho. Durante o almoço oferecido pela fazenda à comitiva governamental, Zeca do PT e dona Gilda tiveram oportunidade de experimentar carne de reses da variedade “bolita” (bolinha). Trata-se de uma nova modalidade que está sendo selecionada e produzida na Itaguassu. O animal entra em confinamento aos 4 ou 5 meses com 150 quilos e é abatido aos 8 meses, com 260 quilos. “É o que chamamos de carne nobre, destinada ao mercado interno”, destaca o médico veterinário Donato Godoy, responsável pelo controle sanitário do rebanho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PMA captura tamanduá, jacaré e serpente durante o final de semana 
AQUIDAUANA
PMA captura tamanduá, jacaré e serpente durante o final de semana 
Andarilho morre após ser atropelado por homem embriagado na BR-163
DOURADOS
Andarilho morre após ser atropelado por homem embriagado na BR-163
Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes
Homem foi baleado com cinco tiros no Parque do Lago II
DOURADOS
Homem foi baleado com cinco tiros no Parque do Lago II
Estado oficializa aditivo para HR de Cirurgias atender casos de Covid nas enfermarias
GRANDE DOURADOS
Estado oficializa aditivo para HR de Cirurgias atender casos de Covid nas enfermarias
CLIMA
Dourados pode ter chuva expressiva nesta semana, após quase um mês
MUDANÇAS
Alterações no Código Brasileiro de Trânsito começam a valer
TELEVISÃO
Arthur, Fiuk e Thaís formam o décimo primeiro Paredão do BBB21
AJUDA DO GOVERNO
Auxílio emergencial: hoje é último dia para contestar pedido negado
CRIME AMBIENTAL
Homem é preso e multado com pescado acima da cota permitida

Mais Lidas

HOMICÍDIO
Jovem é morta com tiros de escopeta em Itaporã
DOURADOS
Motociclista tem suspeita de fratura nas pernas após ser atingido por carro
ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
PANDEMIA
Covid mata 11 pessoas em Dourados em dia de 149 novos casos