Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99257-3397

Frigorífico de Itaporã fecha as portas e demite 280

13 agosto 2009 - 07h53

O frigorífico Torlim, em Itaporã, é mais uma indústria do segmento a fechar as portas em Mato Grosso do Sul. A indústria demitiu os 280 funcionários e anunciou o fechamento da unidade no interior do Estado. Segundo a gerência, as atividades já estão praticamente suspensas e toda a carga de produtos e subprodutos deve ser vendida até amanhã. Ontem, motoristas que trabalhavam no transporte dos bois até o abatedouro fizeram um protesto em frente à unidade. Eles temem não receber pelos dias trabalhados. A gerência do frigorífico informou que vai honrar a dívida com todos os funcionários e fornecedores.
O último dia de atividades na unidade foi segunda-feira e desde terça-feira os empregados estão assinando o aviso prévio e devolvendo uniformes e demais materiais de trabalho. Segundo o gerente industrial Ari Ribeiro da Silva, a indústria resolveu suspender as atividades depois de perder o regime especial de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), o que obriga o pagamento dos pecuaristas no momento em que os bois são retirados das propriedades. “Esta situação inviabilizou o funcionamento da indústria”, diz o gerente.
Segundo ele, quase todos os funcionários já foram demitidos, com exceção de setores como carregamento e portaria. Ele disse ao Diário MS que a administração da indústria está sendo transferida para o Paraná, onde a empresa tem duas unidades, nos municípios de Umuarama e Maringá. O gerente disse que a indústria pode voltar a funcionar, caso o governo do Estado reveja a concessão do benefício. “Tudo depende do Estado, mas neste momento não podemos voltar a trabalhar. Só em uma sala nova de abate foram investidos R$ 6 milhões”, reclamou.

FUNCIONÁRIOS

Ontem, o gerente industrial garantiu que todos os funcionários demitidos irão receber seus direitos normalmente. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação, José Erivaldo Lima, disse que o fechamento da unidade acontece em um momento de reestruturação do segmento, o que desestabiliza e gera ansiedade no setor. “É lamentável. Agora, esperamos que outra empresa assuma a estrutura para que estes trabalhadores não fiquem sem emprego”, disse ele.
Ontem à tarde, motoristas que trabalhavam no transporte dos bois até o frigorífico fizeram um protesto em frente à unidade da Torlim. Raimundo da Silva Pires, 54, um dos fretistas que trabalha para o frigorífico, disse que tem pelo menos R$ 4,3 mil para receber da indústria, referente ao pagamento dos últimos 30 dias de serviço. Até ontem, o pagamento não havia sido feito e os motoristas prometiam dormir em frente à indústria. “Temos contas, duplicatas de pneus e temos medo de não receber depois. Disseram que iriam pagar até sexta-feira, mas até agora nada”, reclamou o motorista.

CRISE

O prefeito de Itaporã, Marcos Pacco (PMDB), lamentou o fechamento da indústria, uma das principais fontes empregatícias do município. “Fizemos o que estava ao nosso alcance para tentar manter as atividades, mas não foi possível. É um ponto negativo, especialmente em um momento de crise”, disse o prefeito.
O prefeito disse que o município possui outras empresas do ramo industrial, como uma fábrica de mortadela e o frigorífico de peixes, mas a unidade da Torlim realmente era responsável pela maior geração de empregos no setor.
iniciaCorpo("12;11;14;12;16;13;18;14");

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA
Filho busca doador de medula óssea para mãe que sofre de leucemia
ITINERANTE
Carreta da Justiça finaliza atendimentos em Corguinho e segue para Rochedo
Adolescente é apreendido com R$ 3 mil e 44 porções de pasta-base
Assomasul discute com a SES compra de vacinas e eventuais medidas restritivas
IMUNIZAÇÃO
Assomasul discute com a SES compra de vacinas e eventuais medidas restritivas
MATO GROSSO
Homem é preso por abandonar esposa paraplégica sem comida
DOCENTE
Concurso da UFGD convoca para prova didática e heteroidentificação
TRÂNSITO
Médico é preso depois de bater veículo em ônibus no centro da Capital
FUTEBOL
Corinthians tem 19 casos positivos de Covid-19; oito são jogadores
Membro de facção rival ao PCC é espancado em cela de presídio
SELEÇÃO
Prefeitura divulga classificados no processo seletivo para auxiliar de serviços da Semed

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente