Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Fortaleza vai recorrer ao STJD para ficar na 1ª divisão

30 dezembro 2003 - 10h37

Rebaixado para Segundona no Campeonato Brasileiro de 2003, o Fortaleza pretende voltar à Primeira Divisão nos tribunais. O clube vai entrar com um recurso no STJD contra o Grêmio por entender que um jogador tricolor, cujo nome está sendo mantido em sigilo, teria sido escalado irregularmente.A ordem do presidente do clube, Jorge Mota, é de que nenhum profissional do clube se manifeste sobre o assunto. Apesar de a informação ter vazado, ninguém quis se aprofundar sobre o tema. O departamento jurídico do Grêmio, por sua vez, está tranqüilo e não acredita que a equipe gaúcha possa vir a perder os pontos. O clube garante que todos os jogadores estavam em situação regular na CBF e que, ainda assim, o Fortaleza teria perdido o prazo para recorrer à Justiça, que é de cinco dias úteis.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Rapaz é espancado por trio após ser acusado de ‘ficar’ com adolescente
JUDICIÁRIO
STF dá 48 horas para Bolsonaro listar ações tomadas contra a Covid-19
CAMPO GRANDE
Polícia resgata duas pessoas que ficaram presas em carro sob forte sol
SOLIDARIEDADE
Campanha Online da UEMS irá ajudar alunos durante a Covid-19
COXIM
Socorrida por bombeiros, mulher arromba armário e furta morfina de hospital
MEIO AMBIENTE
Ambiental captura jiboia com mais de dois metros em residência de Coxim
RECURSOS
MPT destinou R$ 124 milhões para prevenção e combate à Covid-19
BENEFÍCIO
UFGD mantém assistência a estudantes durante suspensão do calendário
CORONAVÍRUS
Câmara aprova projeto de lei que libera remédios sem aval da Anvisa
DOURADINA
Polícia apreende meia tonelada de agrotóxicos na região da Grande Dourados

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações