Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Fla demite Lemos e contrata Ney Franco, ex-Ipatinga

23 maio 2006 - 07h31

Waldemar Lemos não é mais o técnico do Flamengo. A decisão foi anunciada, sem muita explicação, no início da noite de ontem, na Gávea. O treinador chegou a comandar normalmente o treino na parte da tarde e em seguida foi informado pelos dirigentes que não fazia mais parte dos planos. Em seu lugar, assume Ney Franco, ex-técnico do Ipatinga.Foi uma decisão unânime, não só minha. Estamos projetando a médio e longo prazo. Quem vê o Ipatinga jogar sabe que aquilo não acontece por milagre", disse o vice de futebol do Flamengo, Kleber Leite.O treinador dirigiu a equipe do interior de Minas no inédito título mineiro conquistado pelo Ipatinga em 2005, quando na ocasião derrotou o Cruzeiro, e ganhou fama a partir daí. Em 2006, ficou com o vice-campeonato do estadual, perdendo o título para o próprio Cruzeiro e levou o clube às semifinais da Copa do Brasil, sendo eliminado pelo próprio Flamengo.Apesar da falta de explicação sobre a decisão, o que se sabe é que os dirigentes, apesar de terem contratado o treinador, nunca nutriram muita simpatia por Waldemar Lemos, que chegou ao clube por indicação dos próprios jogadores.A diretoria do Fla sempre deixou claro que preferia um técnico mais renomado, e os nomes de Leão e Geninho sempre tiveram em alta na Gávea. Por isso, Ney Franco, apesar do recente bom currículo, vai de encontro ao que os cartolas vinham pregando.Contudo, Kleber Leite rebate o argumento. "Ele foi campeão mineiro já, tem título no currículo. Além disso foi vice esse ano do Mineiro e chegou às semifinais da Copa do Brasil", ressaltou o dirigente.Waldemar, apesar de ter grande respaldo entre os jogadores e ser muito querido principalmente pelos pratas-da-casa, teve a falta de experiência como um dos fatos que pesaram contra si. Lentidão irritouDe acordo com o que o site Pelé.Net apurou, a gota d´água para a saída de Waldemar foi a sua atuação no comando do time neste último domingo, na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro.Os dirigentes acharam que o treinador, assim como já havia feito em outros jogos, demorou muito para mexer na equipe e só fez substituições com 30min do segundo tempo, quando o placar já indicava a vitória mineira.Além disso, o fato de não ter levado para a viagem a Belo Horizonte os jogadores Ramirez, Peralta e Toró desagradou a cúpula do futebol rubro-negro. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Atlético-GO tira invencibilidade do Fluminense no Brasileiro
FUTEBOL
Empate mantém São Paulo e Cuiabá sem vencer no Campeonato Brasileiro
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
DOURADOS
Prefeitura retoma pavimentação asfáltica no Jardim das Primaveras
BRASIL
Comissão discute fechamento de agências do Banco do Brasil no RN
FUTEBOL
Bragantino vence Palmeiras e assume ponta do Brasileiro
POLÍTICA
Senado aprova suspensão de despejo de imóveis alugados
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: 40% da população adulta foi imunizada com a primeira dose
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Votação de projeto sobre terras indígenas pela CCJ divide opiniões no Plenário
ESPORTES
Já classificado, Brasil perde para Rússia na Liga das Nações de vôlei

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide