Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Fiscal acusado de corrupção é colocado em liberdade

23 abril 2006 - 18h50

O fiscal de Postura da Prefeitura Municipal de Dourados Jéferson Ramão Rodrigues Sensi, 57 anos, que estava preso no 1º Distrito Policial acusado de corrupção passiva, foi colocado em liberdade neste domingo. Os advogados dele conseguiram o relaxamento da prisão para que ele possa responder à acusação em liberdade. O beneficio foi concedido pela juíza Dileta Terezinha de Souza. Jéferson foi preso na tarde de quinta-feira juntamente com José Antônio Domingues, 50 anos, fiscal de ISSQN e com o contador Carlos Andrews Luz dos Santos, 26 anos. Os três são acusados pela empresária Priscilla Cristina Teixeira, 25 anos, arrendatário de um motel de extorsão. Segundo a denuncia, a empresária foi informada pelo contador Carlos da existência de uma divida de aproximadamente R$ 62 mil, em impostos atrasados, mas que não precisava se preocupar, pois ele negociaria com fiscais da prefeitura para reduzir o montante da divida, que foi parcelada em três vezes de R$ 5.250 milNa denuncia Priscilla disse aos policiais que teve dificuldade para honrar o compromisso em função da crise econômica, quando passou a ser pressionada pelo contador, que dizia que os fiscais estavam querendo receber o restante do dinheiro, pois até o momento ela tinha conseguido pagar apenas cerca de R$ 8 mil.Diante da denuncia o delegado Oduvaldo de Oliveira Pompeu, o Telê, compareceu no comércio de Priscilla, por volta das 17h45 de ontem, para iniciar as investigações, quando chegou o contador também chegou passando a pressionar a comerciante, que diante da insistência entregou a importância de R$ 800, momento em que o delegado realizou a prisão em flagrante.Após ser preso o contador confirmou as informações de Priscilla e denunciou os fiscais, que foram presos logo em seguida, sendo levados para o 1º Distrito Policial de Dourados, onde o fiscal Jéferson e o contador Carlos foram autuados em flagrante por corrupção passiva, pelo delegado titular do SIG (Serviços de Informações Gerais) enquanto o fiscal José Antônio foi apenas indiciado.  O contador Carlos  Andrews Luz dos Santos, continua preso.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Atlético-GO tira invencibilidade do Fluminense no Brasileiro
FUTEBOL
Empate mantém São Paulo e Cuiabá sem vencer no Campeonato Brasileiro
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
DOURADOS
Prefeitura retoma pavimentação asfáltica no Jardim das Primaveras
BRASIL
Comissão discute fechamento de agências do Banco do Brasil no RN
FUTEBOL
Bragantino vence Palmeiras e assume ponta do Brasileiro
POLÍTICA
Senado aprova suspensão de despejo de imóveis alugados
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: 40% da população adulta foi imunizada com a primeira dose
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Votação de projeto sobre terras indígenas pela CCJ divide opiniões no Plenário
ESPORTES
Já classificado, Brasil perde para Rússia na Liga das Nações de vôlei

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide