Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Fiscais do trabalho são assassinados em Minas Gerais

28 janeiro 2004 - 17h18

Três representantes do Ministério do Trabalho e o motorista que os transportava foram assassinados, hoje, na zona rural de Unaí, noroeste de Minas Gerais. Os fiscais visitavam fazendas da região e tinham recebido diversas denúncias de trabalho escravo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais, o carro que transportava os fiscais foi vítima de uma emboscada. Ao passar por um trecho de difícil acesso, o veículo dos fiscais foi fechado por outro carro, de onde desceu um grupo de homens armados. Os fiscais foram executados. O motorista foi apenas baleado e ainda pode ser socorrido pela polícia mineira, mas morreu horas depois, no Hospital Base de Brasília. A polícia não divulgou o nome das vítimas. A suspeita mais evidente é de que o assassinato tenha sido encomendado por fazendeiros que exploram trabalhadores rurais.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Laboratório descarta morte por coronavírus em Brasília
MS
Pico das notificações que testaram positivo para o novo coronavírus foi em 19 de março
COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
BRASIL
BC poderá pedir justificativa se bancos negarem crédito
NEGÓCIOS & CIA
Coronavírus: 8 dicas para usar o marketing digital a favor da sua empresa
PANDEMIA
Combate ao coronavírus poderá ter R$ 2 bilhões do Fundo Eleitoral
COVID-19
Consumo frequente de bebidas alcoólicas durante isolamento pode piorar sintomas da ansiedade e da depressão
SUSPENSÃO
STF autoriza Mato Grosso do Sul a usar parcelas da dívida com a União contra o Covid-19
DOURADOS
Jovem tem moto furtada em frente a residencial na Rua Manoel Santiago
COVID-19
Médico reforça que Dourados ainda não tem caso nativo do novo coronavírus

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados